Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização espaço-temporal da transdução de sinal de Receptores Acoplados a Proteína G (GPCRs) através de novos biossensores baseados na transferência de energia de ressonância de bioluminescência (BRET)

Processo: 18/13655-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 31 de março de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Bioquímica e Molecular
Pesquisador responsável:Claudio Miguel da Costa Neto
Beneficiário:Diego Ângelo Duarte
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/20148-0 - Desenvolvimento de novos ligantes/drogas com ação agonística seletiva ("biased agonism") para receptores dos sistemas renina-angiotensina e calicreínas-cininas: novas propriedades e novas aplicações biotecnológicas, AP.TEM
Assunto(s):Proteínas de ligação ao GTP   Transdução de sinais   Receptores acoplados a proteínas-G

Resumo

A superfamília dos receptores acoplados à proteína G (GPCRs) medeia a maioriados processos fisiológicos e é alvo para aproximadamente 40% dos medicamentosdisponíveis atualmente no mercado. Apesar dos avanços recentes no estudo da sinalização modulada pelos GPCRs, a função dos chamados lipid rafts na regulação da transdução de sinal de GPCRs ainda não está definida, provavelmente devido à falta de tecnologias adequadas para estudar lipid rafts em células vivas. O objetivo deste trabalho é investigar o modo pelo qual lipid rafts podem regular a transdução de sinal de GPCRs, e abordar o papel da interação dos receptores com ²-arrestinas e/ou com diferentes classes de proteína G nessa regulação. Para isso, iremos avaliar a localização e a translocação membranar de diferentes receptores e efetores (e.g. proteínas G e ²-arrestinas) utilizando biossensores baseados na tecnologia de transferência de energia de ressonância de bioluminescência (BRET) que marcam especificamente lipid rafts ou domínios não-rafts na membrana plasmática. Estes biossensores foram desenvolvidos e caracterizados durante o estágio BEPE que realizei durante meu Doutorado, no renomado laboratório do Prof. Michel Bouvier na Universidade de Montreal, Canadá. Por fim, iremos analisar a modulação da sinalização a partir dos diferentes compartimentos na superfície celular, e a localização dos receptores e efetores também será analisada através de microscopia confocal de super-resolução. Nós acreditamos que a elucidação do papel de lipid rafts na regulação da sinalização mediada pelos GPCRs e dos mecanismos moleculares envolvidos nessa regulação trará uma contribuição de peso para a área de GPCRs, e deve contribuir para o melhor entendimento do mecanismo de ação e desenvolvimento de novos fármacos.