Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do uso da citocina de aves (Gallus gallus) CCl4 como imunoterápico no controle do tifo aviário (Salmonella Gallinarum)

Processo: 19/04284-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 31 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Rafael Antonio Casarin Penha Filho
Beneficiário:Victória Letícia Justiniano Piña
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/12293-0 - Avaliação do potencial vacinal de proteínas recombinantes para proteção contra Salmonella enterica e do uso de citocinas de aves (Gallus gallus) como adjuvantes e imunoterápicos, AP.JP
Assunto(s):Segurança alimentar   Biossegurança   Quimiocinas   Citocinas   Gallus gallus domesticus   Salmonella enterica   Infecções por Salmonella

Resumo

Atualmente, Salmonella enterica é um dos patógenos mais importantes para a avicultura industrial, devido às crescentes preocupações com a segurança alimentar e saúde pública. O Brasil é o maior exportador de carne de frangos do mundo e o 2º maior produtor de alimentos de origem avícola. Portanto, esta atividade tem de cumprir muitas exigências em relação ao controle deste patógeno. O controle de infecções por Salmonella enterica em aves, é realizado por medidas de biosseguridade, antimicrobianos e vacinas. No entanto, um grande número de isolados multirresistentes a antibióticos tem se disseminado no ambiente de produção animal e os princípios ativos disponíveis para uso em animais de produção tem reduzida ou nenhuma ação sobre estes. Existem mais de 2600 sorovares de Salmonella descritos, no entanto as vacinas vivas e inativadas disponíveis no Brasil, estão licenciadas para controle de poucos sorovares (Salmonella Gallinarum, Salmonella Enteritidis e Salmonella Typhimurium). Considerando a emergência de isolados de Salmonella enterica multirresistentes a antimicrobianos, este projeto também propõe a avaliação da quimiocina CCL4, clonada de aves, como imunoterápico para atração de leucócitos à mucosa intestinal redução da colonização por Salmonella Enteritidis. A propriedade quimioatraente desta quimiocina será avaliada em ensaio de quimiotaxia in vitro, e a quimiocina será vetorizada por cepa atenuada de Salmonella Typhimurium, no lúmen intestinal de aves para avaliar a atração de fagócitos e linfócitos e o controle de Salmonella Enteritidis após o desafio. Dessa forma, este projeto de pesquisa tem por objetivo avaliar novas medidas de prevenção e controle de sorovares Salmonella enterica não tifóides, patógenos de difícil controle e de relevância para a saúde pública. Esta proposta de projeto de Iniciação Científica tem por objetivo realizar as etapas descritas nos itens de Materiais e Métodos 5.5 a 5.6.