Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do papel de adesinas na formação do biofilme por Xylella fastidiosa subsp. pauca em superfície de polissacarídeos

Processo: 19/04722-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 31 de março de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Joao Roberto Spotti Lopes
Beneficiário:Mariana Bossi Esteves
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/10957-0 - Interação Xylella fastidiosa-inseto vetor-planta hospedeira e abordagens para o controle da clorose variegada dos citros e cancro cítrico, AP.TEM
Assunto(s):Xylella fastidiosa   Clorose variegada dos citros   Adesinas bacterianas   Biofilmes

Resumo

A clorose variegada dos citros (CVC) causada pela bactéria Xylella fastidiosa subsp. pauca é uma das doenças mais preocupantes da citricultura brasileira, acarretando danos econômicos na ordem de 100 milhões de dólares por ano com erradicação de plantas doentes, replantio e controle químico dos vetores. A CVC é um problema principalmente brasileiro, pois outros países da América do Sul ou Central onde a doença já foi descrita a atividade citrícola não tem a dimensão da citricultura brasileira. Dessa forma cabe à pesquisa no Brasil estudar e propor alternativas para o controle e/ou manejo mais eficiente, sustentável e com menores custos de produção. Nestes 15 anos do sequenciamento do genoma da X. fastidiosa causadora da CVC, muitos conhecimentos básicos sobre a bactéria foram gerados, posicionando-a entre os dez fitopatógenos bacterianos mais importantes do mundo. Porém, poucos desses estudos focalizaram a interação entre os componentes desse patossistema, bactéria-planta-vetor. Este projeto visa integrar os trabalhos com X. fastidiosa para ampliar e associar as informações sobre os mecanismos genéticos que contribuem para a eficiência adaptativa dessa bactéria, a relação entre sua colonização no hospedeiro e expressão da doença, a interação molecular com o inseto vetor e as respostas genéticas da planta que podem ser usadas, a médio e longo prazo, para controlar de forma mais sustentável e com menor custo de produção os danos causados pela CVC. Ainda, além da X. fastidiosa, o projeto propõe ampliar os estudos com Xanthomonas citri subsp. citri, causadora do Cancro Cítrico, um outro problema fitossanitário que vem tomando proporções cada vez maiores nos pomares paulistas, devido às mudanças recentes de legislação em relação ao controle dessa doença. Assim, devido às similaridades entre os dois fitopatógenos e hospedeiro em comum, algumas abordagens de estudo e estratégias de controle serão usadas para os fitopatógenos X. fastidiosa e X. citri.