Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel da enfermagem na melhoria da qualidade da assistência ao pré-natal, do parto e puerpério nas gestantes com infecção pelo Vírus Zika

Processo: 19/04883-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 31 de março de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Saulo Duarte Passos
Beneficiário:Alify Bertoldo da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Jundiaí (FMJ). Prefeitura Municipal de Jundiaí. Jundiaí , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/08578-0 - Infecção vertical pelo vírus Zika e suas repercussões na área materno-infantil, AP.TEM
Assunto(s):Vírus Zika   Cuidado pré-natal   Pediatria   Enfermagem

Resumo

A gravidez pode ser o único contato que uma mulher em idade reprodutiva tem com os serviços de saúde. Trata-se, portanto, de valiosa oportunidade para intervenções direcionadas à promoção da saúde da mulher como um todo e avaliar o pré-natal. Objetivos Analisar indicadores de qualidade da assistência pré-natal. Métodos: estudo de coorte prospectivo, caso-controle aninhado, a ser conduzido no Hospital Universitário da Faculdade de Medicina de Jundiaí (HUJ), no período de 2016 a 2018. Amostragem estipulada de 500 gestantes As gestantes serão divididas em três grupos: Grupo I (gestantes de alto risco, sem sintomas); Grupo II (gestantes de baixo risco, com exantema e/ou febre) . As amostras (sangue, urina, saliva e liquor) serão examinadas por testes sorológicos (ELISA e PRNT) e quantitativamente por realtime PCR. Os dados obtidos serão descritos e avaliados por testes de significância estatística para as diferenças entre as médias utilizando o teste t-student para variáveis contínuas com um nível de significância <0,05, e seu respectivo intervalo de confiança (IC) de 95%.