Busca avançada
Ano de início
Entree

Estação autônoma de monitoramento de insetos-pragas agrícolas

Processo: 19/06153-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Metodologia e Técnicas da Computação
Pesquisador responsável:Inácio Maria Dal Fabbro
Beneficiário:Bárbara Mirelli de Melo e Castro
Empresa:Iagro Tecnologia e Inovação na Agricultura Ltda
CNAE: Consultoria em tecnologia da informação
Pesquisa e desenvolvimento experimental em ciências físicas e naturais
Vinculado ao auxílio:17/22531-9 - Estação autônoma de monitoramento de insetos-pragas agrícolas, AP.PIPE
Assunto(s):Manejo integrado de pragas   Aprendizado computacional   Visão computacional   Inteligência artificial   Processamento de imagens

Resumo

Atualmente, organismos da ordem Lepidóptera, família Noctuidae, causam prejuízos na ordem de bilhões de reais às mais importantes culturas agrícolas do país. Seu monitoramento ainda é feito de maneira manual por meio do envio de técnicos a campo para inspeção visual ou através de métodos bem estabelecidos como, por exemplo, a ¨batida-de-pano ¨. Independentemente do método utilizado, este processo pode ser demorado se comparado com a dinâmica populacional de pragas desta família, uma vez que o monitoramento efetivo de ovos, lagartas, pupas e de adultos destas espécies, são determinantes para a implementação com êxito de estratégias de manejo integrado de pragas. Com o objetivo de desenvolver uma ferramenta para auxiliar no monitoramento de espécies de tais pragas, a presente proposta estabelece a análise e validação de uma solução inovadora, constituída por um equipamento (armadilha) de monitoramento autônomo, com capacidade de identificar e quantificar as espécies capturadas em campo. Esta é uma pesquisa interdisciplinar e encontra-se na interseção da agricultura, computação e entomologia ao englobar a concepção e implementação de uma tecnologia para o monitoramento automatizado de pragas. Na proposta será apresentado o funcionamento dos equipamentos (armadilhas), seu sistema de comunicação via protocolos de internet das coisas, além do processo de identificação e classificação das espécies para informar em tempo real o nível e a dinâmica de pragas em campo. Espera-se que diversos impactos positivos possam surgir do sucesso desta proposta inicial. Seja no âmbito ambiental (aplicações mais eficientes de defensivos agrícolas com a consequente redução da poluição de águas e solos), no âmbito agrícola (com o prolongamento da vida útil das variedades e tecnologias envolvidas tanto nas cultivares quanto nos defensivos agrícolas) ou no âmbito econômico, com a redução de prejuízos gerados pela tomada de decisão tardia no controle destas pragas.