Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos de pós colheita para a otimização das propriedades funcionais do yacon (Smallanthus sonchifolius)

Processo: 19/06224-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Rita Maria Borges de Moraes
Beneficiário:Ana Carolina Barbosa Martins
Empresa:Santa Martha Jardins Ltda. - ME
CNAE: Horticultura
Produção de mudas e outras formas de propagação vegetal, certificadas
Produção florestal - florestas nativas
Vinculado ao auxílio:18/15150-1 - Estudos de pós colheita para a otimização das propriedades funcionais do yacon (Smallanthus sonchifolius), AP.PIPE

Resumo

Yacon (Smallanthus sonchifolius) é uma espécie nativa da região andina da América do Sul que tem atraído a atenção mundial devido às suas propriedades benéficas à saúde. O Yacon produz raízes tuberosas adocicadas e crocantes com sabor semelhante ao de maçã. As raízes do yacon são uma rica fonte de inulina e frutooligossacarídeos (FOS), que não são metabolizados pelo sistema digestivo humano, apresentando baixo valor calórico. Além disso, porque o yacon contém FOS, as raizes são benéficos para as bactérias que vivem no sistema intestinal, incluindo lactobacilos e bifidobactérias, que promovem boa digestão como fibras alimentares, mantendo um cólon saudável. O baixo índice calórico, os benefícios à saúde e o potencial adocicado das raízes de yacon despertaram a atenção mundial e as vantagens do mercado para seus alimentos processados, como farinha e suco. O baixo índice calórico também refere-se ao teor de água presente nas raízes - 80% do peso fresco da raiz é água. O manuseio e o armazenamento de raízes com alto teor de água em condições não refrigeradas após a colheita reduzem o prazo de validade no período de sete dias. O rendimento e a perda de consistência após a colheita é um desafio fundamental para o desenvolvimento das raízes do yacon como alimento funcional. Embora existam informações em outras áreas sobre boas práticas agrícolas no yacon, há poucos estudos que investigam o momento da colheita, o manuseio pós-colheita e o armazenamento para otimizar o rendimento e a constância no conteúdo do FOS. Assim, os objetivos deste estudo proposto são para determinar as melhores condições de tempo de colheita, manuseio pós-colheita e armazenamento para otimizar a produtividade e a constância do conteúdo de FOS. Para atingir esses objetivos, as raízes de yacon serão avaliadas por seus constituintes funcionais (FOS). Além disso, essas plantas serão cultivadas em altitudes baixas e altas de duas regiões distintas (municípios de Piedade e Guatapará / Bonfim Paulista no estado de São Paulo). Uma vez que as melhores práticas (por exemplo, tempo de colheita no mais alto FOS, melhores práticas no manuseio e processamento de raízes) tenham sido determinadas, a Santa Martha poderá comercializar suco e farinha padronizados no mercado nutracêutico. Adicionalmente, estes ingredientes de yacon de maior qualidade (por exemplo, farinha, sumo, etc.) também permitirão o desenvolvimento de novos produtos alimentares funcionais. Finalmente, o projeto da Santa Martha aumentará a demanda pelas raízes, agregando valor à cadeia de fornecimento de yacon.