Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito crônico da ingestão de suco de laranja sanguínea sobre o perfil de expressão de microRNA e resposta inflamatória em mulheres com sobrepeso

Processo: 18/25046-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Marcelo Macedo Rogero
Beneficiário:Vinícius Cooper Capetini
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07914-8 - FoRC - Centro de Pesquisa em Alimentos, AP.CEPID
Assunto(s):Laranja   MicroRNAs   Endotoxemia   Inflamação   Flavonoides

Resumo

O padrão de dieta ocidental está relacionado ao aumento da concentração plasmática de biomarcadores pró-inflamatórios que favorecem o desenvolvimento da metainflamação. O consumo de frutas - por meio da ação de diferentes compostos bioativos - representa estratégia nutricional com potencial de modular a resposta inflamatória relacionada com a fisiopatologia de diferentes doenças metabólicas. Estudos recentes sugerem que microRNA atuam como biomarcadores inflamatórios e a análise da sua expressão pode contribuir para identificação do risco de doenças crônicas não transmissíveis. O projeto em tela visa investigar o efeito da ingestão crônica de suco de laranja sanguínea sobre o perfil de microRNA e a resposta inflamatória em mulheres com sobrepeso. Será realizado um estudo de intervenção com mulheres (n = 20) de 18 a 40 anos, diagnosticadas com sobrepeso (índice de massa corporal (IMC) igual a 25 - 29,9 kg/m2). Durante 4 semanas, as voluntárias irão ingerir 500 mL de suco de laranja sanguínea, diariamente, com colheitas de sangue nos momentos baseline e 2 e 4 semanas após o início da ingestão da bebida. Será realizado a avaliação antropométrica, aferição da pressão arterial, cálculo da ingestão calórica, de flavonoides e de vitamina C, perfil lipídico, determinação das concentrações sanguíneas de glicose, insulina, proteína ligadora de lipopolissacarídeo, cluster de diferenciação 14 solúvel, amilase, fibrinogênio, D-dímero, ureia, creatinina, gama glutamil transferase, alanina aminotransferase e aspartato aminotransferase, compostos bioativos e biomarcadores inflamatórios [proteína C reativa, interleucina (IL)-6, IL-10, fator de necrose tumoral alfa (TNF-±), proteína quimiotática de monócitos-1 e adiponectina]. A avaliação da expressão de microRNA será realizada em amostras de plasma e em células mononucleares do sangue periférico. Será realizada a avaliação da expressão dos genes TNF-±, fator de transcrição nuclear kappa B (NF-ºB), inibidor do fator de transcrição nuclear kappa B alfa (IºB-±), IL1-beta, IL-6, IL-10, receptor do tipo toll (TLR)-2 e TLR-4. Aliado a esses ensaios, será avaliado o conteúdo e a fosforilação das proteínas NF-ºB, IºB±, proteína quinase c-jun N-terminal quinase 1, quinase do inibidor do IºB-± e fator de transformação de crescimento beta 1.