Busca avançada
Ano de início
Entree

Ecologia, evolução e desenvolvimento (Eco-Evo-Devo) na herpetofauna brasileira

Processo: 19/06380-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia
Pesquisador responsável:Tiana Kohlsdorf
Beneficiário:Vinicius Anelli
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/07650-6 - Ecologia, evolução e desenvolvimento (Eco-Evo-Devo) na herpetofauna brasileira, AP.TEM

Resumo

Processos e mecanismos de evolução de diversidade fenotípica constituem tema central na Biologia Evolutiva. Dois grandes conjuntos agrupam investigações acerca da evolução da forma, ecomorfologia e evolução do desenvolvimento (Evo-Devo), mas a integração concreta dessas dimensões consolida-se efetivamente a partir do estabelecimento da área denominada Eco-Evo-Devo, quando o ambiente passa a ser reconhecido como agente indutor e seletor de diversidade fenotípica. A presente proposta utiliza essa abordagem integradora para concatenar dimensões funcionais e temporais dos processos de diversificação morfológica em representantes da herpetofauna brasileira. A proposta organiza-se em três eixos complementares. O primeiro combina sub-projetos de pesquisa acerca da diversificação morfológica em linhagens de Lissamphibia e Lepidosauria, organizados segundo três abordagens principais: Ecomorfologia, Evo-Devo, e Eco-Evo-Devo. Estudos ecomorfológicos serão implementados em escala taxonômica ampla, combinando dados morfométricos e merísticos com informações ecológicas. A pesquisa em Evo-Devo, por sua vez, investigará mecanismos e processos de desenvolvimento embrionário ou larval associados à diversificação morfológica em grupos específicos, por meio do sequenciamento de regiões codificantes e regulatórias de genes Hox e da avaliação de séries ontogenéticas. Finalmente, estudos em Eco-Evo-Devo serão desenvolvidos por meio da manipulação de condições ambientais durante o desenvolvimento e avaliação morfológica e funcional dos fenótipos estabelecidos. Essa proposta possui também um segundo eixo, focado na formação de Recursos Humanos em Evo-Devo e Eco-Evo-Devo mediante dois cursos de curta duração ministrados por referências internacionais na área. Finalmente, o acesso aos conceitos inerentes à Evo-Devo será viabilizado pela elaboração de um livro de divulgação científica destinado a estudantes de graduação e professores de ensino médio.