Busca avançada
Ano de início
Entree

Confiabilidade do teste funcional da mão Jebsen Taylor

Processo: 18/25905-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 31 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Marisa de Cássia Registro Fonseca
Beneficiário:Isadora Scarpa Hilário
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Fisioterapia   Habilidades motoras   Mão   Confiabilidade   Avaliação física e funcional

Resumo

A habilidade motora do membro superior é de extrema importância para a realização de tarefas funcionais presentes nas atividades de vida diária de um indivíduo. A funcionalidade está relacionada com a integridade anatômica, força muscular, sensibilidade e destreza. As condições de lesão que afetam a extremidade superior podem levar a um comprometimento funcional grave, sendo necessário uma avaliação para determinar o tratamento mais adequado na reabilitação. Para avaliar a função da mão, é importante a utilização dos testes de desempenho através da simulação das atividades de vida diária como o teste funcional da mão Jebsen-Taylor (TFJT). O objetivo do estudo é descrever os valores normativos e avaliar a confiabilidade teste e reteste da versão brasileira do TFJT em indivíduos assintomáticos brasileiros para disfunções do membro superior entre 18 e 60 anos, de ambos os sexos, independente da lateralidade. Os métodos consistem na aplicação padronizada da versão brasileira especialmente desenvolvida de todas as 7 subtarefas do TFJT - escrita, virar cartas, pegar objetos pequenos, simular alimentação, empilhar objetos e pegar objetos grandes e leves e grandes e pesados, realizado bilateralmente e o tempo de cada tarefa é registrado em segundos através de um cronômetro, após descrição do mesmo em uma amostra de 240 voluntários assintomáticos. Os voluntários serão submetidos também a uma avaliação padronizada para caracterização da amostra, como idade, sexo, atividade profissional, dominância, e a um teste da força muscular isométrica das pinças lateral, trípode e polpa a polpa e de preensão de dedos com o dinamômetro Jamar®. A confiabilidade teste-reteste será analisada após uma hora de intervalo, estratificando os valores por faixa etária de 20-29, 30-39, 40-49 e 50-59 anos e sexo através do ICC e a consistência interna, e comparações inter-grupos com ANOVA, usando o software SPSS versão 20.0, p< 0,05.