Busca avançada
Ano de início
Entree

Participação do hormônio concentrador de melanina (MCH) no hipotálamo lateral/área perifornicial (LH/PFA) e locus coeruleus (LC) na resposta ventilatória à hipercapnia em ratos durante o sono e vigília

Processo: 18/01781-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 30 de junho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Geral
Pesquisador responsável:Mirela Barros Dias
Beneficiário:Laísa Taís Cabral Rodrigues Xavier
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/04216-8 - Mecanismos neurais envolvidos com as variações diárias do controle do quimiorreflexo central, AP.JP
Assunto(s):Respiração   Ventilação pulmonar   Fenômenos fisiológicos respiratórios   Hipercapnia   Quimiorreflexo   Ciclo vigília-sono

Resumo

A quimiorrecepção central é um mecanismo desempenhado por neurônios capazes de detectar alterações nos níveis de CO2/pH e promover correções desses parâmetros por meio de ajustes na ventilação pulmonar. Os sítios quimiossensíveis incluem múltiplas regiões do SNC, dentre eles o Hipotálamo Lateral/Área Perifornicial (LH/PFA). A função quimiossensível dessa região tem sido atribuída aos neurônios orexinérgicos sendo que a sua atividade parece ser influenciada pela modulação inibitória exercida por um neuropeptídeo produzido por neurônios dessa mesma região, o hormônio concentrador de melanina (MCH). Sabe-se que além de estabelecer sinapses com os neurônios quimiossensíveis orexinérgicos, os neurônios MCHérgicos também enviam projeções para outros núcleos quimiossensíveis como o Núcleo Retrotapezóide (RTN) e Locus Coeruleus (LC) porém não é conhecido, até o momento, o papel da neurotransmissão MCHérgica na função quimiossensível desses sítios. Dessa forma, o presente estudo tem como objetivo avaliar o papel da neurotransmissão MCHérgica, via receptores MCH-R1, no LH/PFA e no Locus Coeruleus na resposta ventilatória hipercápnica e temperatura corporal em ratos acordados e dormindo, na fase clara e escura do ciclo diurno. Para tanto, será realizado o registro da ventilação pulmonar por pletismografia, EEG, EMG e da temperatura corporal em ratos Wistar não anestesiados, antes e após a microinjeção bilateral de MCH e do antagonista de receptores MCH-1 no LH/PFA ou no Locus Coeruleus, durante a respiração em ar ambiente seguido por hipercapnia a 7% CO2. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)