Busca avançada
Ano de início
Entree

Pesquisa e desenvolvimento de sistema para detecção precoce de ferrugem asiática da soja (Phakopsora pachyrhizi), por meio de espectrometria de refletância

Processo: 19/04260-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Ticyana Carone Banzato
Beneficiário:Fernando Jose Sousa Neculqueo
Empresa:Ticyana Carone Banzato - ME
CNAE: Cultivo de soja
Atividades de apoio à agricultura
Vinculado ao auxílio:18/15318-0 - Pesquisa e desenvolvimento de sistema para detecção precoce de ferrugem asiática da soja (Phakopsora pachyrhizi), por meio de espectrometria de refletância, AP.PIPE
Assunto(s):Fitopatologia   Espectrometria   Soja

Resumo

Resumo A Trianguli é uma empresa associada da Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da ESALQ - USP (ESALQTEC). Sua tecnologia é inovadora e faz uso de espectrômetros para a antecipação do diagnóstico de doenças importantes das plantas cultivadas. Os espectrômetros são ferramentas de medição, usados em várias áreas do conhecimento. A gama de necessidades que as leituras de um espectrômetro atende é muito ampla, fornecendo dados para análise imediata, otimizando métodos e fatores para um rápido resultado. Na agricultura, há diversos estudos envolvendo detecção precoce de doenças, detecção de defensivos agrícolas, análise de vegetação e quantificação de nutrientes nos alimentos. Em Fitopatologia, a técnica tem sido usada como uma forma rápida e não destrutiva para detectar anomalias causadas pelas manifestações de doenças nas plantas. Muitas técnicas espectroscópicas e de imagem já foram estudadas para a detecção de doenças de plantas sintomáticas e assintomáticas. Assim, desenvolver um modelo para detecção precoce de ferrugem asiática da soja (Phakopsora pachyrhizi), baseado na análise dos dados obtidos por espectrometria de refletância, por meio de um espectrômetro, é uma tecnologia promissora, pois atenderia um mercado bastante grande. Estima-se uma redução de 13,8% na produtividade máxima de soja, decorrente da severidade da doença nos cultivos. Em um estudo hipotético, com os dados do mercado brasileiro, essa taxa de severidade equivaleria a uma perda de R$ 7,7 bilhões, ou seja, 5,6 milhões de toneladas de soja a menos, por conta da ocorrência da ferrugem. Esse modelo de técnica espectroscópica, se mostra uma vantagem quando aponta a possibilidade de um sistema para detecção precoce da ferrugem da soja integrado a um veículo agrícola autônomo.