Busca avançada
Ano de início
Entree

Metabarcode de DNA ambiental para detectar espécies de anfíbios desaparecidas ou em declínio no Sul da Mata Atlântica

Processo: 19/04849-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2019
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia
Pesquisador responsável:Célio Fernando Baptista Haddad
Beneficiário:Carla Martins Lopes
Supervisor no Exterior: Anthony Ari Chariton
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Local de pesquisa : Macquarie University, Austrália  
Vinculado à bolsa:16/14054-3 - DNA ambiental aplicado a estudos de monitoramento e conservação de anfíbios anuros na Mata Atlântica, BP.PD
Assunto(s):Conservação   Mata Atlântica   Anfíbios

Resumo

O Brasil tem a maior diversidade de anfíbios do mundo, com mais de 1000 espécies descritas. Na distribuição Sul da Mata Atlântica pesquisadores têm reportado declínio nas populações e desaparecimento dos anfíbios, principalmente após a década de 1970. A maioria dessas espécies não está classificada em nenhum nível de ameaça na lista vermelha de espécies ameaçadas da IUCN, principalmente devido à falta de informações sobre suas características biológicas e distribuições geográficas. Procurar por vestígios de DNA dessas espécies de anfíbios que permanecem no ambiente (DNA ambiental ou eDNA) nos permitiria monitorar uma ampla área geográfica, em um curto período de tempo, sem a necessidade da observação direta dos indivíduos, possibilitando aumentar nossa capacidade de monitorar tais espécies. O objetivo deste estudo é, portanto, obter informações sobre o estado de conservação de espécies de anfíbios em declínio ou potencialmente desaparecidas do sul da Mata Atlântica, a fim de serem aplicadas em ações de conservação. Nós analisaremos amostras de água de seis localidades, usando a abordagem de metabarcodes de eDNA, para procurar por vestígios de DNA das espécies alvo deste trabalho. Os resultados obtidos aumentarão nosso conhecimento sobre a distribuição geográfica dessas espécies, e permitirão confirmar se as observações dos pesquisadores realmente refletem declínios e desaparecimentos de anfíbios no sul da Mata Atlântica.