Busca avançada
Ano de início
Entree

Análises morfométricas tridimensionais: quantificando o crescimento infiltrativo de astrocitomas em modelo animal

Processo: 19/06305-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 24 de maio de 2019
Vigência (Término): 25 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia
Pesquisador responsável:Érico Tosoni Costa
Beneficiário:Natália Cristina dos Santos
Supervisor no Exterior: Stephan Preibisch
Instituição-sede: Hospital Sírio-Libanês. Sociedade Beneficente de Senhoras (SBSHSL). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Max Planck Society, Berlin, Alemanha  
Vinculado à bolsa:17/13622-0 - Estudo das estruturas secundárias em astrocitomas: análise quantitativa do crescimento infiltrativo e sua correlação com os níveis de expressão do gene ADAM23 em modelos animais, BP.IC
Assunto(s):Oncologia   Invasão celular

Resumo

A infiltração cerebral difusa é uma característica dos tumores cerebrais malignos. Particularmente no caso dos glioblastomas (GBM) - o tipo mais comum e agressivo de tumores cerebrais em adultos -, apesar da ressecção inicial máxima do tumor e terapia multimodal, 90% dos pacientes com GBM terão recorrência da doença em poucos anos de tratamento, principalmente devido a sua invasividade agressiva no cérebro. Biologicamente, apesar dos avanços significativos na compreensão dos eventos mutacionais e das vias de sinalização que levam a progressão do GBM, muitos aspectos de sua natureza invasiva ainda não são totalmente compreendidos. Isto é devido ao fato de que o processo invasivo do cérebro é muito complexo e difícil de ser experimentalmente estudado de maneira totalmente controlada. De fato, uma compreensão dos padrões de invasão do GBM no complexo microambiente cerebral é essencial para uma visão mais integrada da biologia do GBM. Neste caso, o uso de modelos vivos é obrigatório. Em colaboração com o Dr. Stephan Preibisch, um biólogo computacional e líder de grupo com vasta experiência no estado-da-arte da microscopia de luz e análise de imagens complexas, pretendemos estudar os padrões de invasão de glioblastoma em relação ao microambiente cerebral utilizando imagens microscópicas 3D em cérebros transparentes. O uso de células de tumor de GBM xenotransplantadas fluorescentes e cérebros de camundongos transparentes opticamente clareados permitirá a geração de imagens em alta resolução e a quantificação de padrões invasivos de células GBM humanas em cérebros de camundongos. Nossos resultados complementarão a histologia 2D usual ou outros métodos laboriosos que reconstroem pequenos volumes cerebrais e representam parcialmente a morfologia de gliomas.