Busca avançada
Ano de início
Entree

Zonas prioritárias para áreas verdes em Piracicaba - SP: uma comparação entre opinião pública e de especialistas

Processo: 18/16981-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Planejamento Urbano e Regional - Serviços Urbanos e Regionais
Pesquisador responsável:Paulo Guilherme Molin
Beneficiário:Reginaldo Santos Coutinho Neto
Instituição-sede: Centro de Ciências da Natureza (CCN). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Campus de Lagoa do Sino. Buri , SP, Brasil
Assunto(s):Geoprocessamento   Áreas verdes   Qualidade de vida   Indicadores ambientais   Opinião pública   Entrevistas (psicologia)   Sistema de informação geográfica (SIG)   Piracicaba (SP)

Resumo

O crescimento da população nos ambientes urbanos vem causando pressão na capacidade suporte dos mesmos. Surge, então, a necessidade do planejamento do espaço, na busca de um modelo de gestão e habitação sustentável, priorizando a melhoria da qualidade de vida. Um espaço importante no planejamento são as áreas verdes, que possuem 70% da composição por vegetação e que sejam acessíveis para a população, não beneficiando nenhuma classe social. É recomendado pela Sociedade Brasileira de Arborização Urbana um total de 15m2 de área verde por habitante. Em Piracicaba - SP a prefeitura anuncia uma quantidade alta de áreas verdes, porém leva em consideração áreas gramadas, o que pode gerar divergências entre o anunciado e o ideal. Como também, há uma relação entre qualidade de vida, nível socioeconômico, de renda da população e cobertura vegetal nos municípios. Dessa forma, o objetivo desse trabalho é utilizar indicadores ambientais, sociais e econômicos para mapear, em plataforma SIG – Sistemas de Informações Geográficas, as zonas prioritárias para áreas verdes na área urbana do município de Piracicaba, comparando a opinião pública com a opinião de especialistas. Ao final serão elaborados dois mapas, cada um considerando a opinião de um grupo entrevistado e será realizada a sobreposição de ambos para comparação. Busca-se também comparar as opiniões com as áreas verdes existentes no município, compreendendo-se assim a eficácia de sua implementação.