Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da dieta no perfil bioquímico urinário e na formação de litíase em modelo animal, e sua importância para a Medicina Veterinária em felinos

Processo: 18/19111-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 30 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Talita Rojas Cunha Sanches
Beneficiário:Kellen Cristine de Lima
Instituição Sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Medicina veterinária   Nefrologia   Felidae   Proteínas   Litíase   Bioquímicos   Imuno-histoquímica   Modelos animais
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Dieta para felinos | Klotho | Litíase | proteína | Sódio | Tamm-Horsfall | Nefrologia

Resumo

Os gatos são animais frequentemente acometidos por doença renal crônica e por litíase renal. A incidência de calculose em gatos vem aumentando com o passar dos anos, com possível influência das dietas secas industrializadas atuais, que apresentam concentrações altas de sódio e proteínas. Entretanto, praticamente não há estudos bioquímicos urinários em felinos devido à grande dificuldade na coleta de urina desses animais, já que a sondagem vesical necessitaria de sedação e é tecnicamente muito difícil, e a cistocentese carrega um risco muito aumentado de ruptura da vesícula urinária nos gatos. O objetivo do presente estudo é avaliar as alterações bioquímicas urinárias em animais expostos a dieta de gatos padrão e medicamentosa renal. Para tanto, serão utilizados ratos Wistar, que receberão as dietas específicas por um período de 6 meses. Serão avaliados citratúria, oxalúria e calciúria de 24h dos animais a cada 2 meses. A função renal será avaliada por uréia plasmática, depuração de creatinina em 24h e dosagem de NGAL plasmático e urinário, com avaliação histológica de lesão tecidual, presença de cálculos ou microcálculos e imuno-histoquímica para avaliação de marcadores inflamatórios teciduais. Proteínas de proteção renal (proteína de Tamm-Horsfall e Klotho) e de associação com fibrose renal (TGFbeta) serão avaliadas por imunoeletroforese de proteínas em rins. Possíveis alterações de microbiota intestinal induzidas pelas dietas serão avaliadas. Dessa forma, fatores de risco e proteção para litíase associados à dieta de felinos serão avaliados no estudo.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)