Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da via de sinalização de RSK2 em cultivo longo de células mononucleares de sangue periférico mediante infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV-1)

Processo: 18/24025-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Pesquisador responsável:Luiz Mário Ramos Janini
Beneficiário:Gabriela Vasconde dos Santos
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):HIV-1   Virologia

Resumo

O HIV é o agente causador da AIDS e infecta principalmente as células do sistema imune, com destaque para os linfócitos TCD4+. Segundo a UNAIDS, em 2017, existem 36,9 milhões de pessoas infectadas com o HIV no mundo. Atualmente, com base em estudos prévios, sabe-se que o HIV-1 é influenciado pela epigenética da célula hospedeira. Elucidar como o vírus e seus produtos protéicos podem ser afetados pela metilação diferencial ou por modificação de histonas, e como isso afeta a capacidade do vírus para infectar e produzir progênies viáveis é um importante foco da pesquisa contemporânea. Dados da literatura científica indicam que o vírus possui a capacidade de modular o mecanismo epigenético da célula hospedeira e por consequência consegue controlar sua replicação e reprimir a restrição viral. O foco do atual projeto está na proteína RSK2, uma serina-treonina kinase efetora da via de sinalizalição Ras/MAPK, esta via está relacionada com diversos processos biológicos, tais como a fosforilação de fatores de transcrição e das regiões terminais das histonas. Além disso, cabe salientar que RSK2 desempenha um importante papel na infecção pelo HIV-1, uma vez que ativa fatores de transcrição como o CREB, NF-kB e atua na modificação de histonas, papéis importantes para o ciclo de replicação viral. Devido a isto, o presente projeto busca, através do knock down de RSK2 em cultivo longo, fornecer novas informações para a maior compreensão da replicação e transcrição do HIV e contribuir para possíveis alvos terapêuticos que possam complementar a terapia antirretroviral.