Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização cinética e estudos cristalográficos preliminares da enzima tripanotiona redutase de Leishmania braziliensis

Processo: 18/24109-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 30 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica Molecular
Pesquisador responsável:Maria Cristina Nonato Costa
Beneficiário:Olívia Teixeira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Leishmaniose mucocutânea   Leishmania braziliensis   Tripanotiona   Alvo terapêutico   Cristalografia   Cristalografia de proteínas

Resumo

A Leishmaniose corresponde a um grupo de doenças classificadas como negligenciadas e que coloca em risco 350 milhões de indivíduos. É causada por parasitas do gênero Leishmania, e sua transmissão ocorre pelo inseto flebotomíneo (popularmente conhecido como mosquito palha). A doença se apresenta de três formas clínicas: cutânea, mucocutânea e visceral. A mucocutânea tem como característica provocar lesões deformativas na mucosa nasofaringea e oral. No Brasil essa forma da Leishmaniose é causada, principalmente, pela espécie Leishmania braziliensis. Os tratamentos disponíveis para a Leishmaniose causam uma série de efeitos colaterais altamente prejudiciais à saúde do paciente, como problemas cardíacos, renais e hepáticos e nem sempre são eficientes para a cura da doença. Esses tratamentos requerem uma infraestrutura de apoio para a execução e exames e internações que muitas vezes não estão presentes em áreas endêmicas, já que a doença tem uma forte associação com a pobreza. Parasitas da ordem kinetoplastida, a qual o gênero Leishmania faz parte, dependem da enzima tripanotiona redutase (TR) e de seu substrato tripanotiona para ajudar a proteger o parasita do stress oxidativo mantendo o ambiente intracelular reduzido, em um processo similar ao desempenhado pela enzima glutationa redutase (GR) e seu substrato glutationa em células de mamíferos. Sua relevância para o metabolismo do parasita, assim como, distinções estruturais importantes entre TR e GR humana, fazem de TR um excelente alvo para o desenvolvimento de novas terapias com atividade contra tripanossomatídeos. Dentro desse contexto, o presente projeto tem como objetivo a caracterização cinética, biofísica, assim como a cristalização da enzima tripanotiona redutase de Leishmania braziliensis (LbTR) como um primeiro passo para explorar seu potencial como alvo terapêutico contra a leishmaniose mucocutânea.