Busca avançada
Ano de início
Entree

Em busca de especificidade e aprendizado no reconhecimento defensivo contra fungos antagonistas em colônias de Atta Sexdens

Processo: 19/03087-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Zoologia Aplicada
Pesquisador responsável:André Rodrigues
Beneficiário:Aryel Camero Goes
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/25299-6 - Estudos integrados para o controle de formigas cortadeiras, AP.TEM
Assunto(s):Bioensaio   Fungos   Antagonistas   Insetos sociais   Formigas   Higiene

Resumo

Com o eminente risco de epidemias em suas densas agregações de indivíduos, insetos sociais utilizam de defesas individuais e coletivas contra patógenos. Este arcabouço de comportamentos defensivos é designado como "imunologia social" da colônia. As formigas cortadeiras de folhas (gêneros Atta e Acromyrmex) continuamente entram em contato com diferentes fungos invasores em suas colônias, os quais são controlados por essas medidas. Especula-se que, pela variedade de fungos que adentram nesse sistema, o reconhecimento e resposta das formigas seja espécie-específico para os fungos. Entretanto, há poucos estudos sobre tal especificidade e como ela se origina. Hipotetizamos que, se existe especificidade na remoção de fungos, então isso pode estar relacionado ao aprendizado por parte das operárias, dada por experiências defensivas anteriores frente a esses antagonistas. O presente projeto pretende realizar bioensaios em colônias de Atta sexdens, expondo-as quinzenalmente e acompanhando suas respostas frente a esporos de diferentes fungos, incluindo sapróbios, entomopatógenos e micoparasitas. Nossa busca é para respostas específicas e aumento no número de operárias realizando comportamentos higiênicos (grooming, weeding, self-grooming) em colônias expostas. Com base na hipótese e em conjunto com os resultados desse projeto, pretendemos contribuir no entendimento da formação de mecanismos que influenciam na imunologia social dessas formigas.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GOES, ARYEL C.; BARCOTO, MARIANA O.; KOOIJ, PEPIJN W.; BUENO, ODAIR C.; RODRIGUES, ANDRE. How Do Leaf-Cutting Ants Recognize Antagonistic Microbes in Their Fungal Crops?. FRONTIERS IN ECOLOGY AND EVOLUTION, v. 8, MAY 5 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.