Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da terapia fotodinâmica antimicrobiana empregando curcumina e diodo emissor de luz na prevenção da osteonecrose dos maxilares associada ao uso de medicamentos

Processo: 19/04107-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Edilson Ervolino
Beneficiário:Jéssica de Oliveira Alvarenga Freire
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Prevenção   Osteonecrose   Curcumina

Resumo

Os bisfosfonatos (BFs) são drogas antirreabsortivas empregadas no tratamento de doenças ósseas líticas. Dentre seus efeitos adversos está a osteonecrose dos maxilares associada à terapia medicamentosa (ONM-M). Estudos mostram que dentre os fatores de risco para a ONM-M estão: idade avançada, gênero feminino, uso de dose oncológica de potentes BFs e realização de intervenções odontológicas invasivas. A etiopatogenia da ONM-M é pobremente compreendida, dificultando sobremaneira a prevenção e o tratamento. Dentre as propostas preventivas para a ONM-M estão a antibioticoterapia prolongada, a qual pode se mostrar falha. A busca por terapias preventivas efetivas é algo que se faz necessário, especialmente em função da utilização cada vez mais frequente deste tipo de medicamento. Estudos mostram que a curcumina (CUR) apresenta ação anti-inflamatória, efeito antimicrobiano e alta capacidade para estimular a reparação tecidual, além disso, pode ser usado como fotossensibilizador. A terapia fotodinâmica antimicrobiana (aPDT) consiste na deposição local de um fotossensibilizador, no caso do presente estudo a CUR, seguida da sua irradiação com uma luz de comprimento de onda adequado, no caso do presente estudo um diodo emissor de luz (LED). Essa terapia tem sido amplamente empregada no tratamento de doenças inflamatórias/infecciosas em função de sua potente ação antimicrobiana, efeito bioestimulatória e ausência de efeito adverso. O objetivo do presente estudo será avaliar o efeito da aPDT, empregando CUR e LED, no sítio de extração dental de ratas que apresentam alto risco para a ONM-M. Oitenta ratas senis serão distribuídas em oito grupos experimentais: VEI; VEI-LED; VEI-CUR; VEI-aPDT; ZOL; ZOL-LED; ZOL-CUR; ZOL-aPDT. O plano de tratamento medicamentoso terá duração de 7 semanas. As ratas dos grupos VEI; VEI-LED; VEI-CUR; VEI-aPDT receberão 0,45 ml de veículo (cloreto de sódio 0,9%). As ratas dos grupos ZOL; ZOL-LED; ZOL-CUR; ZOL-aPDT receberão o veículo acrescido de 100 ¼g/Kg de zoledronato. O veículo e o zoledronado serão administrados pela via intraperitoneal a cada três dias. Decorridas 3 semanas de tratamento todas as ratas serão submetidas à exodontia do primeiro molar inferior esquerdo. Nos grupos VEI-LED e ZOL-LED serão efetuadas quatro sessões de irradiação local com LED. Nos grupos VEI-CUR e ZOL-CUR serão efetuadas quatro sessões de deposição local de CUR. Nos grupos VEI-aPDT e ZOL-aPDT serão efetuadas quatro sessões de aPDT no sítio de extração empregando a CUR e o LED. Os tratamentos locais serão efetuados aos 0, 2, 4 e 6 dias pós-operatórios. Decorridos 28 dias pós-operatórios serão realizadas as eutanásias. As hemimandíbulas serão devidamente processadas para que possa ser efetuado no sítio de extração dental: 1) análise clínica; 2) análise histológica do grau de reparação tecidual; 3) análise histométrica da Porcentagem de Tecido Ósseo Neoformado (PTOnf) e; 4) análise histométrica da Porcentagem de Tecido Ósseo Não Vital (PTOnv). Os dados serão submetidos às análises qualitativa, quantitativa e estatística com nível de significância de 5%.