Busca avançada
Ano de início
Entree

Detecção do fungicida tiram em meio aquoso via Espalhamento Raman amplificado em superfície (SERS)

Processo: 19/07179-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 30 de abril de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica
Pesquisador responsável:Carlos José Leopoldo Constantino
Beneficiário:Marcelo José dos Santos Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Nanopartículas   Espectroscopia Raman amplificada por superfície   Tiram   Detecção

Resumo

O tiram é um fungicida sistêmico utilizado em culturas como algodão, arroz, batata, feijão e milho para o tratamento de sementes e prevenção de fungos. Possui classificação toxicológica "classe II", gerando resíduos que podem afetar o meio ambiente e a saúde. Portanto, é necessário o monitoramento de tais resíduos. O espalhamento Raman amplificado em superfície (SERS, do inglês surface-enhanced Raman scattering) é uma técnica que tem sido empregada na detecção de agrotóxicos em baixas concentrações em virtude de sua seletividade e sensibilidade, ainda que sua aplicação analítica requeira a otimização dos substratos SERS. Com isso, pretendemos sintetizar nanopartículas de prata (AgNPs) e ouro (AuNPs) (que atuam como substratos SERS) e aplica-las na detecção de tiram em baixas concentrações (¼M a nM), procurando obter uma curva de calibração do tipo "intensidade SERS vs concentração" (aplicação analítica). Tal aplicação é, ainda hoje, um desafio para a área de SERS e que vem sendo suplantado, caso a caso, a partir da otimização do substrato SERS em relação ao analito a ser detectado.