Busca avançada
Ano de início
Entree

Estimativa do erro da medida da ingestão energética: validação da versão brasileira do software GloboDiet

Processo: 18/08319-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 30 de abril de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Análise Nutricional de População
Pesquisador responsável:Dirce Maria Lobo Marchioni
Beneficiário:Jéssica Levy
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Consumo de alimentos   Metabolismo energético   Ingestão de energia   Avaliação nutricional   Validação   Softwares   Técnicas e equipamentos analíticos, diagnósticos e terapêuticos

Resumo

Todos os métodos existentes para avaliação da dieta estão sujeitos a erros de medida. Um dos principais e mais recorrentes erros de medida da dieta está no relato impreciso da ingestão energética. Embora vários procedimentos sejam utilizados para estimar a subnotificação da ingestão energética, o mais preciso é a Água Duplamente Marcada (ADM). A ADM é o método mais acurado de mensuração do gasto energético total em indivíduos fora de confinamento e é usado como padrão-ouro para validar a ingestão de energia relatada. O GloboDiet é uma metodologia padronizada e informatizada que permite conduzir a entrevista do recordatório alimentar de 24 horas (R24h), dirigida por um roteiro padronizado para diminuir erros e assegurar elevada padronização na coleta. O Brasil foi um dos países selecionados para iniciar o projeto de adaptação do software para a América Latina. Objetivo: Estimar o erro de medida associado ao uso da plataforma GloboDiet por meio de estudo de validação utilizando a água duplamente marcada como biomarcador da ingestão energética. Metodologia: O estudo será conduzido no Centro de Pesquisa Clínica e Epidemiológica no Hospital Universitário da USP que sedia o Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto (ELSA-Brasil) em São Paulo. Serão coletados quatro R24h em dias não consecutivos de 100 participantes (previamente selecionados) do centro paulista do estudo ELSA-Brasil, dois face-a-face e outros dois por telefone. A entrada de dados é feita no GloboDiet, simultaneamente à entrevista. Os participantes farão ainda uso de água duplamente marcada como biomarcador da ingestão energética. (AU)