Busca avançada
Ano de início
Entree

Maria Montessori e as mudanças no saber profissional do professor que ensina matemática

Processo: 18/08760-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Wagner Rodrigues Valente
Beneficiário:Alan Marcos Silva de Rezende
Instituição-sede: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/15751-2 - A matemática na formação de professores e no ensino: processos e dinâmicas de produção de um saber profissional, 1890-1990, AP.TEM
Assunto(s):Geometria   Educação matemática   Ensino de matemática   Escola nova   Aritmética

Resumo

Esta pesquisa está vinculada ao projeto temático A MATEMÁTICA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES E NO ENSINO: processos e dinâmicas de produção de um saber profissional, 1890-1990. De maneira a contribuir para esse projeto maior, com o desenvolvimento deste trabalho, o objetivo é analisar as mudanças no saber profissional do professor que ensina matemática, a partir das contribuições da médica e educadora Maria Montessori. O estudo considera o período da Escola Nova, um momento em que houve a presença de diferentes debates que contribuíram para uma organização das orientações para o professor, em particular, o que ensina matemática. Tal período localiza as produções de Maria Montessori, reconhecida por seu método e produções. Dentre as suas obras, duas tocam diretamente aos saberes matemáticos: Psicogeometria (1934) e Psicoaritmética (1934). Assim, pretende-se, a partir deste estudo, analisar as mudanças nos saberes para a formação de professores que ensinam matemática, considerando-se as rubricas "Aritmética" e "Geometria", tendo em vista a mobilização de referentes teórico-metodológicos vindos, sobretudo, de autores como Hofstetter; Schneuwly (2009).