Busca avançada
Ano de início
Entree

Busca de preditores do microbioma vaginal para a infecção por papilomavírus humano (HPV) no trato genital inferior de mulheres brasileiras em idade reprodutiva

Processo: 18/18469-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Márcia Guimarães da Silva
Beneficiário:Julia Andrade Pessoa Morales
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Infecções por Papillomavirus

Resumo

Introdução: O entendimento do papel desempenhado pela microbiota vaginal para a saúde reprodutiva tem ganhado destaque na literatura mundial, especialmente no que se refere a associação com a infecção pelo Papilomavirus Humano (HPV). Diversos fatores de risco para a infecção por HPV já foram identificados, com destaque para a vaginose bacteriana (VB). Apesar de tal associação já ter sido demonstrada, diversos aspectos dessa relação permanecem desconhecidos, dada a diversidade microbiana presente no ambiente vaginal. Embora a recente caracterização do microbioma vaginal tenha permitido o conhecimento da real composição microbiana nesse ambiente, a relação entre componentes do microbioma vaginal e a infecção por HPV permanece por ser elucidada. Objetivo: O objetivo desse estudo é a busca de preditores do microbioma vaginal para a infecção pelo HPV no trato genital inferior de mulheres brasileiras em idade reprodutiva. Pacientes e Métodos: Trata-se de estudo transversal incluindo 600 mulheres oriundas das 5 macrorregiões brasileiras incluídas em estudo prévio intitulado "Caracterização do microbioma vaginal de mulheres brasileiras em idade reprodutiva". O microbioma vaginal foi previamente determinado pelo sequenciamento das regiões V3-V4 do gene bacteriano RNAr 16S em equipamento MiSeq Plataforma 300PE (Illumina, San Diego, CA) e agrupados em community-state types (CSTs). A partir desses dados, somar-se-á no presente projeto a pesquisa e genotipagem de HPV em amostras endocervicais empregando-se o kit Linear Array HPV genotyping (Roche Molecular Systems, Pleasanton, CA). Baseado nos resultados obtidos, será testada a associação entre a infecção viral e as CSTs. As análises subsequentes compreenderão o desenvolvimento de um escore baseado nas espécies bacterianas presentes no microbioma vaginal associadas ao HPV de alto risco oncogênico como preditor da infecção viral.