Busca avançada
Ano de início
Entree

Tradução e adaptação cultural da caregiver resilience scale para o contexto brasileiro

Processo: 18/23226-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Fabiana de Souza Orlandi
Beneficiário:Izabel Cristina Chavez Gomes
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Resiliência psicológica   Estudos de validação   Idosos   Tradução   Demência   Cuidadores

Resumo

Introdução: Os cuidadores de idosos com transtorno neurocognitivo maior apresentaram mais depressão, estresse, menor autoeficácia, baixo bem estar subjetivo e níveis mais baixos de saúde física quando comparados a não cuidadores, considerando as implicações sociais e prejuízos a saúde física e mental que essa prática pode acarretar, destaca-se que a resiliência pode contribuir na adaptação ao estresse para esses cuidadores. Há instrumentos de rastreio mundialmente utilizados, porém, poucos são os que se preocupam com a resiliência nessa população. Sendo assim, a Caregiver Resilience Scale foi elaborada recentemente por pesquisadores de Bangkok. Objetivo: Realizar a tradução e adaptação cultural da Caregiver Resilience Scale para o contexto brasileiro. Método: Estudo metodológico de tradução e adaptação cultural do instrumento denominado Caregiver Resilience Scale. Serão seguidas as etapas preconizadas pela literatura: tradução inicial, síntese das traduções, retrotradução, revisão por um comitê de especialistas, pré-teste e avaliação das propriedades psicométricas. Os instrumentos utilizados na última etapa do estudo com 40 cuidadores de indivíduos com transtorno neurocognitivo da comunidade serão: instrumento de caraterização dos participantes e Caregiver Resilience. Resultados esperados: Através do desenvolvimento deste estudo espera-se: obter a versão adaptada da escala "CAREGIVER RESILIENCE SCALE" para o contexto brasileiro, bem como ampliar os conhecimentos quanto ao nível de resiliência de cuidadores de idosos com transtorno neurocognitivo maior e comparar com a literatura nacional e internacional. Por fim, informar a comunidade científica em relação aos resultados da pesquisa, apresentando os resultados em eventos científicos.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.