Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da invasão acústica de rã touro (Lithobates catesbeianus) em comunidades nativas de anuros

Processo: 18/26368-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia
Pesquisador responsável:Taran Grant
Beneficiário:Juliana Fernandes Primon
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/10000-5 - Uma abordagem multidisciplinar para o estudo da diversificação de anfíbios, AP.JP
Assunto(s):Bioacústica

Resumo

Invasões biológicas por espécies não nativas contribuem para a perda da biodiversidade, assim como alteração de sua dinâmica, degradação do ecossistema, prejuízos aos serviços ecossistêmicos, entre outros efeitos. A rã touro americana (Lithobates catesbeianus) é uma espécie nativa do leste da América do Norte que foi introduzida para consumo humano em mais de 40 países, incluindo o Brasil. Atualmente, é considerada uma das 100 piores espécies invasoras do mundo e, apesar de estar difundida na Mata Atlântica e do contínuo aumento da sua distribuição no Brasil, pouco se sabe sobre seus efeitos nas comunidades nativas de anuros. Estudos apontam que essa espécie está relacionada ao declínio das populações de anfíbios por competição no uso de recursos, induzindo a alteração no uso de microhabitats em espécies nativas e por ser vetor de organismos que podem causar doenças letais a outros espécies de anuros, por exemplo. Dentre as múltiplas perspectivas de estudo no campo de invasão biológica, a bioacústica se destaca por eliminar o risco da espécie invasora escapar e por poder ser aplicada em ambientais naturais. Assim, esse projeto visa estudar a invasão biológica de L. catebeianus sob abordagem bioacústica, através da resposta acústica das comunidades à exposição de anuros nativos a playbacks da vocalização da rã touro. Para analisar os efeitos da invasão acústica, utilizaremos abordagens distintas, incluindo diversidade da comunidade, espécie-específico e paisagem acústica.