Busca avançada
Ano de início
Entree

Impactos de uma seca em indicadores de saúde: o uso de usinas termelétricas

Processo: 19/07813-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 02 de setembro de 2019
Vigência (Término): 01 de junho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Economia - Economias Agrária e dos Recursos Naturais
Pesquisador responsável:Ariaster Baumgratz Chimeli
Beneficiário:Tales Rozenfeld
Supervisor no Exterior: Rodrigo Reis Soares
Instituição-sede: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Columbia University in the City of New York, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:17/23801-0 - O efeito da crise hídrica na decisão dos consumidores e em indicadores de saúde, BP.DR
Assunto(s):Economia ambiental

Resumo

Evidências da literatura sugerem que uma intensa seca pode afetar negativamente indicadores de saúde da população. Neste estudo buscaremos discutir as consequências de uma seca em indicadores de saúde em regiões específicas que contam com uma matriz energética composta de usinas hidrelétricas e termelétricas. Nesta situação, uma seca intensa pode reduzir a capacidade de produção das hidrelétricas, estimulando as autoridades a acionarem usinas termelétricas para garantirem suprimento energético para a população. Esse tipo de usina é uma conhecida fonte estacionária de poluição do ar, e pode impactar negativamente a saúde da população em seu entorno. Investigando o cenário Brasileiro, iremos avaliar se a exposição da população a usinas termelétricas operacionais afeta indicadores de saúde ao nascer de crianças e internações hospitalares por doenças relacionadas a problemas respiratórios.