Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso de técnicas moleculares para caracterização de novas espécies de mixozoários parasitos de peixes do Rio Tietê, Brasil

Processo: 19/07708-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Recursos Pesqueiros de Águas Interiores
Pesquisador responsável:Rodney Kozlowiski de Azevedo
Beneficiário:Diego Henrique Mirandola Dias Vieira
Supervisor no Exterior: Maria Joao Faria Leite Dias dos Santos
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidade do Porto (UP), Portugal  
Vinculado à bolsa:15/24901-2 - Filogenia e taxonomia de mixozoários parasitos de peixes provenientes de rios interiores do estado de São Paulo, BP.DR
Assunto(s):Filogenia   Astyanax

Resumo

Os parasitos de organismos aquáticos são de considerável relevância, especialmente devido ao seu impacto nos sistemas de aquicultura e pesca em todo o mundo. No Brasil, a aquicultura é importante devido à grande produção de peixes para alimentação e produção de peixes ornamentais. Alguns dos agentes responsáveis pelas doenças dos peixes são os mixozoários, que podem causar perdas econômicas significativas, com altas taxas de mortalidade. Os mixozoários são um grupo de cnidários parasitas que têm um ciclo de vida complexo, incluindo um hospedeiro vertebrado, principalmente peixe, e um hospedeiro invertebrado, geralmente anelídeos. Muitos mixozoários ainda são desconhecidos pela comunidade científica, e seu potencial para causar doenças em peixes economicamente importantes é indeterminado. O rio Tietê (São Paulo, Brasil) sofre ação antrópica, possui alta diversidade de espécies de peixes, e não há nenhum outro estudo sendo feito neste rio sobre a diversidade de mixozoários. Este rio oferece peixe em abundância para consumo humano e por isso é importante estudar a diversidade de parasitos destes peixes. O objetivo deste estudo é identificar morfologicamente e molecularmente os mixozoários parasitos encontrados parasitando peixes do rio Tietê, no Brasil, através do sequenciamento parcial do gene SSU rDNA.