Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da expressão gênica em Tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) vacinada contra bactéria patogênica

Processo: 19/07683-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Aquicultura
Pesquisador responsável:Maria José Tavares Ranzani de Paiva
Beneficiário:Said Ben Hamed
Supervisor no Exterior: Miguel Angel Moriñigo Gutierrez
Instituição-sede: Instituto de Pesca. Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidad de Málaga (UMA), Espanha  
Vinculado à bolsa:16/19816-9 - Vacinas mono e trivalente das bactérias patogênicas Aeromonas hydrophila, Streptococcus agalactiae e Francisella noatunensis subsp. orientalis para a tilápia-do-Nilo, BP.PD
Assunto(s):Doenças   Piscicultura   Tratamento   Saúde animal

Resumo

Na aquicultura, a resolução de problemas de doença com alimentos medicados com antibióticos é uma prática geral, mas levou à resistência a vários patógenos por antibióticos, resultando em uma maior necessidade de dose para o controle efetivo, uma questão de aumentar a preocupação pública.Vacinas para peixes são urgentemente necessárias para controlar doenças emergentes e prevenir a disseminação de bactérias resistentes a antibióticos e drogas. Desenvolvida para a indução do sistema imunológico por longo período de prevenção, a vacina regulou (regulou positivamente ou regulou negativamente) a expressão de genes relacionados à citotoxicidade mediada por células (CMC; TNF ±), a via inflamatória (Il²), as proteínas de choque de calor (HSPs) e o componente Complemento 8² (C8²).Neste projeto estamos usando uma célula inteira de formalina morta de três bactérias patogênicas para desenvolver uma vacina monovalente e polivalente para tilápia. As três bactérias patogênicas Francisella noatunensis orientalis, Streptococcus agalactae e Aeromonas hydrophila foram isoladas de fazendas brasileiras que apresentavam surto de doenças agudas. Usamos o Montanide ISA 763A VG como adjuvante na preparação da vacina. A sobrevivência dos peixes vacinados foi avaliada após desafio com bactérias virulentas citadas acima. Sangue e amostras de órgãos (fígado e baço) foram coletadas após uma semana e 3 semanas após o desafio. A avaliação da eficiência da vacina desenvolvida está sendo realizada através da determinação da Sobrevivência Percentual Relativa (RPS), execução de um hemograma completo, verificações da atividade bactericida do soro e expressão gênica dos genes: fator de necrose tumoral (TNF ±), Interleucina 1-beta (Il²), proteínas de choque térmico (HSP70) e componente Complemento 8² (C8²). A avaliação da regulação destes genes será realizada em comparação com dois genes housekeeping ef1± e GAPDH.