Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da microdureza Knoop e rugosidade superficial de cerâmica para o sistema CAD/CAM após diferentes protocolos de polimento e repolimento clínico

Processo: 19/01392-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Aldiéris Alves Pesqueira
Beneficiário:Júlia Nakazoni Rinaldi
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Prótese parcial fixa   Polimento dentário   Microdureza   Rugosidade superficial   Energia de superfície   Microscopia eletrônica de varredura

Resumo

Sabe-se que o aumento da rugosidade da superfície das restaurações cerâmicas altera de forma negativa suas propriedades mecânicas. Recentemente, há o questionamento se os kits de polimento para consultório resultam em um acabamento e polimento superior ou semelhante ao obtido com o glaze, sendo esta questão de suma importância, principalmente para os cirurgiões-dentistas que utilizam a tecnologia CAD/CAM em seus consultórios. Dessa forma, o presente estudo teve como objetivo avaliar a microdureza Knoop (MK), rugosidade superficial (Ra), energia de superfície (ES) e microscopia eletrônica de varredura (MEV) associada a espectroscopia de energia dispersiva (EED) da cerâmica de dissilicato de lítio para o sistema CAD/CAM, submetida a diferentes protocolos de polimento e após diferentes ciclos de envelhecimento térmico, com e sem repolimento. Serão confeccionados 187 espécimes (14x4x1,2 mm) divididos em 07 grupos, de acordo com os polimentos realizados em suas superfícies e ciclos de ciclagem térmica (CT). Três sistemas de polimento serão avaliados: Glaze, Kit de polimento Ceramisté (Shofu) e Kit de polimento OptraFine (Ivoclar). O envelhecimento ocorrerá por meio de diferentes testes: T1 - armazenamento em água destilada por 24 horas (controle); T2 - após 21.900 ciclos de 5 e 55oC por 30 segundos de CT (CT1); T3 - após 43.800 ciclos de CT (CT2); e após 21.900 ciclos de CT + repolimento dos espécimes + 21.900 ciclos de CT. Serão consideradas 4 variáveis de resposta: (1) microdureza Knoop, (2) rugosidade superficial (Ra), (3) energia de superfície (ES) e (4) microscopia eletrônica de varredura (MEV) associada a espectroscopia de energia dispersiva (EED). Os dados obtidos serão submetidos ao teste de aderência à curva normal, sendo aplicado teste estatístico apropriado para a comparação dos valores médios das amostras.