Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos dos agrotóxicos fipronil, 2,4-D e suas misturas sobre Daphnia Similis: uma abordagem de múltiplos parâmetros

Processo: 18/15068-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 30 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Raquel Aparecida Moreira
Beneficiário:Natália Cardoso Gallo
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/18790-3 - Consequências ambientais da conversão pastagem-cana-de-açúcar e intensificação de pastagens, AP.PFPMCG.TEM
Assunto(s):Alimentação   Respirometria   Zooplâncton

Resumo

O uso indiscriminado de agrotóxicos é motivo de crescente preocupação por parte da sociedade, em todo o mundo, tanto devido aos problemas relacionados com a contaminação do meio ambiente que podem ocasionar grandes perdas de biodiversidade, como àqueles relacionados com a saúde pública. Um dos principais problemas com a utilização destes compostos é que, como eles não são seletivos, podem causar efeitos tóxicos em organismos não-alvo, representando uma ameaça para os seres vivos e para o funcionamento dos ecossistemas terrestres e aquáticos. Dentre os agrotóxicos amplamente utilizados em monocultura de cana-de-açúcar, encontram-se o inseticida Regent® 800 WG, cujo princípio ativo é o fipronil, e o herbicida DMA® 806 BR, cujo princípio ativo é o 2,4-D, embora sejam compostos extremamente tóxicos e muito perigosos ao ambiente. Além disso, buscando-se ainda maior eficiência, mais de um produto são por vezes aplicados simultaneamente e em doses maiores que as recomendadas pelo fabricante. Por esta razão, estudos com agrotóxicos atualmente estão também levando em consideração as misturas de contaminantes. Dentro deste contexto, o presente projeto tem como principal objetivo analisar os efeitos tóxicos dos agrotóxicos Regent® 800 WG (i.a. fipronil) e DMA® 806 BR (i.a 2,4-D), isolados e em misturas sobre o cladócero Daphnia similis por meio de testes de toxicidade aguda e crônica. Parâmetros de variáveis comportamentais serão analisadas, sendo, as respostas de alimentação, movimentação e respiração. A toxicidade de amostras de água de mesocosmos contaminados com aplicação direta dos agrotóxicos ao organismo-teste selecionado, com múltiplas contaminações que simulem temporalmente as aplicações no campo também será avaliada.