Busca avançada
Ano de início
Entree

Comportamento adaptativo em adolescentes típicos: efeito de gênero e nível socioeconômico

Processo: 19/02778-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia do Desenvolvimento Humano
Pesquisador responsável:Marina Monzani da Rocha
Beneficiário:Rayra Santos de Souza
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM). Instituto Presbiteriano Mackenzie. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Desenvolvimento humano   Ensino fundamental   Gêneros (grupos sociais)   Adolescentes   Comportamento   Indicadores socioeconômicos   Inquéritos e questionários

Resumo

A compreensão do desenvolvimento humano como resultado da interação entre indivíduo e meio tem tornado necessária a investigação do comportamento adaptativo (CA) apresentado em diferentes circunstâncias físicas e socioculturais, uma vez que este pode contribuir para uma maior autonomia e participação efetiva das pessoas na sociedade. Todavia, a despeito da relevância do CA no processo decrescimento, ainda há uma carência de pesquisas que investiguem o que é esperado quando trabalhamos com adolescentes que apresentam desenvolvimento típico e quais são as variáveis que afetam esse desenvolvimento, considerando os cenários distintos dentro dos quais os adolescentes e famílias estão inseridos. À vista disso, pretende-se analisar o CA de adolescentes com desenvolvimento típico de diferentes classes sociais visando investigar se o nível socioeconômico e o gênero são variáveis influentes na aquisição dessas habilidades. Para tanto, cerca de 120 responsáveis por alunos do Ensino Fundamental II e Médio da rede pública e privada irão responder à Escala Vineland de Comportamento Adaptativo (VABS) e um questionário de dados socioeconômicos. A partir dos dados obtidos serão realizados testes estatísticos inferenciais para comparar os resultados em termos de comportamentos adaptativos apresentados em ambos os grupos, considerando o nível socioeconômico e o gênero como variáveis independentes. Com base na literatura, é esperado encontrar diferenças em função do gênero e do nível socioeconômico dos participantes, visto que o comportamento do indivíduo se dá na relação com o ambiente que o cerca e as habilidades requeridas nos diferentes contextos socioculturais são distintas.