Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação clínica, imunológica e microbiológica de Gengivite e Mucosite experimental em pacientes com histórico de Doença Periodontal Agressiva

Processo: 19/01522-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Enilson Antonio Sallum
Beneficiário:Tamires Pereira Dutra
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Periodontite agressiva   Gengivite   Estomatite   Biomarcadores   Imunologia oral   Microbiologia oral

Resumo

Gengivite e Mucosite Peri-Implantar são doenças inflamatórias reversíveis, que não apresentam perda de tecido de suporte e não deixam sequelas. Apesar das aparentes similaridades, podem existir diferenças no processo inflamatório, bem como no microbioma, ao redor de dentes e implantes e entre pacientes com histórico de doença periodontal quando comparados a indivíduos saudáveis. O conhecimento dos distintos fatores microbiológicos e imunológicos pode auxiliar na busca de biomarcadores para o estado de saúde/doença. Portanto, o objetivo deste estudo é avaliar, através de parâmetros clínicos, microbiológicos e imunológicos, as mudanças ocorridas durante o modelo de Gengivite/Mucosite experimental, entre dentes e implantes, e entre pacientes com histórico de Periodontite Agressiva e saudáveis. Serão incluídos 20 pacientes, sendo 10 saudáveis e 10 com histórico de Periodontite Agressiva (PA). Todos os pacientes deverão apresentar um implante unitário há mais de 6 meses em função e um dente localizado na hemi-arcada contralateral, em posição semelhante, permitindo a comparação com o implante. Os voluntários serão submetidos ao modelo de Gengivite/Mucosite experimental de 21 dias. A inflamação clínica e imunológica será medida em cinco períodos (baseline, 7, 14, 21 e 42 dois dias) através do Índice Gengival Modificado (IGM) omitindo-se o componente de sangramento, Escore de Sangramento Angulado (ESA), fluxo do Fluido Crevicular Gengival e peri-implantar (FCG e FCI), Índice de Placa (IP) e os marcadores inflamatórios serão determinados através de multi-ensaio (multiplex assay Magpix") com o software xPONENT®. A análise microbiológica será realizada nos mesmos períodos através das coletas de biofilme subgengival que será analisado através do sequenciamento de genes pelo 16S rRNA. Os dados serão submetidos a análise estatística, utilizando-se nível de significância de 5%. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DUTRA, TAMIRES PEREIRA; SACRAMENTO, CATHARINA MARQUES; NAGAY, BRUNA EGUMI; MAGNO, MARCELA BARAUNA; MARANON-VASQUEZ, GUIDO ARTEMIO; MAIA, LUCIANNE COPLE; SALLUM, ENILSON ANTONIO; SILVERIO RUIZ, KARINA GONZALES. o smokers have a different gingival crevicular fluid cytokine/chemokine profile than nonsmokers in clinically healthy periodontal sites? A systematic review and meta-analysi. CLINICAL ORAL INVESTIGATIONS, v. 26, n. 2, . (19/01522-7, 19/17238-6)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.