Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise peptidômica dos venenos da serpente asiática Naja kaouthia

Processo: 19/04813-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 30 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Alexandre Keiji Tashima
Beneficiário:Jackelinne Yuka Hayashi
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Peptidômica   Peptídeos   Venenos de serpentes   Serpentes   Espectrometria de massas

Resumo

O gênero das serpentes Naja, também conhecido pelo nome popular "cobra-de-capelo" é característico por agregar animais peçonhentos e muito agressivos, reunindo aproximadamente 29 espécies. Entre elas está a Naja kaouthia, também conhecidas como cobra de monóculo ou monocelada. As serpentes peçonhentas utilizam os venenos para subjugar presas e como proteção contra possíveis predadores. Os venenos são compostos por toxinas peptídicas e proteicas biologicamente ativas, e o desenvolvimento de novas ferramentas "ômicas" resultaram na elucidação de milhares de novas sequências dessas toxinas de serpentes nos últimos anos. Há estudos venômicos descrevendo o perfil de proteínas presentes no veneno da serpente Naja kaouthia. Mas até onde conhecemos, não há estudos peptidômicos sobre o veneno dessa serpente. Em face da potencial riqueza de novos peptídeos ativos ainda pouco explorados do veneno da espécie Naja kaouthia, propomos neste projeto de iniciação científica a análise peptidômica comparativa do veneno de espécimes machos e fêmeas dessa serpente. Temos como objetivos do projeto desvendar as sequências dos peptídeos presentes em cada veneno, mapear mutações entre sequências homólogas, analisar quantitativamente os peptídeos de machos e fêmeas e prospectar in silico potenciais atividades biológicas de novos peptídeos encontrados.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.