Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação prospectiva do uso do sequenciamento exômico na investigação etiológica de pacientes sindrômicos com baixa estatura sem diagnóstico clínico

Processo: 18/10893-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Alexander Augusto de Lima Jorge
Beneficiário:Bruna Lucheze Freire
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/03236-5 - Novas abordagens e metodologias na investigação genético-molecular dos distúrbios de crescimento e desenvolvimento puberal, AP.TEM
Assunto(s):Endocrinologia   Estatura   Insuficiência de crescimento   Sequenciamento completo do exoma   Técnicas de diagnóstico molecular   Aconselhamento genético

Resumo

O termo síndrome é utilizado para definir um conjunto de características, sinais e sintomas que estão associados a uma condição. A baixa estatura é uma das principais características encontradas em diversas síndromes conhecidas, e quando associada a outros sinais como, dimorfismos faciais significantes, malformações maiores (ex: agenesia renal, defeito de linha média, defeitos cardíacos graves, malformações do SNC), ADNPM e/ou déficit intelectual, classificamos como baixa estatura sindrômica, que frequentemente é resultado de um defeito genético. Como a maioria das síndromes genéticas relacionadas com distúrbio de crescimento são doenças raras e/ou fenotipicamente heterogêneas, o diagnóstico clínico é um grande desafio, tornando o diagnóstico molecular importante para decisão terapêutica, além do aconselhamento genético da família. O objetivo do presente projeto é estudar a etiologia molecular de pacientes com baixa estatura sindrômica sem diagnóstico clínico, através do sequenciamento exômico (n=50). Desta forma esperamos identificar novos genes responsáveis pela baixa estatura sindrômica e expandir o fenótipo associado a genes já implicados em baixa estatura sindrômica por descrição de casos atípicos. Para tanto, pretendemos desenvolver estratégias para investigação clínica desses pacientes e desenvolver e implementar uma plataforma de telemedicina para avaliação de pacientes com distúrbio de crescimento sindrômico. Utilizaremos do sistema Sure Select da AgilentTC para o preparo das bibliotecas de exoma. A análise de bioinformática dos dados seguirá um fluxo estabelecido pelo laboratório, e as variantes encontradas serão analisadas em relação à frequência populacional, local da variante, predisposição de patogenicidade in sílico, compatibilidade da herança, plausibilidade biológica, e posterior segregação em familiares. (AU)