Busca avançada
Ano de início
Entree

Vetores da Doença de Chagas como potenciais transmissores de Bartonella spp.

Processo: 19/06690-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2019
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Paulo Eduardo Neves Ferreira Velho
Beneficiário:Osvaldo Campos dos Santos Nonato
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/24992-6 - Vetores da Doença de Chagas como potenciais transmissores de Bartonella spp, AP.R
Assunto(s):Triatominae   Vetores artrópodes   Modelos animais   Bartonella   Vetores de doenças   Cardiomiopatias   Modelos animais de doenças

Resumo

As bartoneloses são doenças negligenciadas causadas por bactérias gram-negativas, fastidiosas e pertencentes ao gênero Bartonella. Estas bactérias têm uma ampla capacidade de infectar mamíferos e sua transmissão muitas vezes está relacionada a vetores. Atualmente este gênero apresenta 45 espécies e subespécies das quais 16 estão relacionadas a doenças em humanos. Vários artrópodes hematófagos como pulgas, piolhos, mosquitos e carrapatos já foram confirmados como vetores. Um estudo mostrou que pacientes com cardiopatias chagásicas tem 40 vezes mais chances de estarem infectados com Bartonella sp. em relação ao grupo controle saudável. Diante destes dados, sugere-se que os percevejos hematófagos da família dos triatomíneos e vetores da doença de Chagas (Rhodnius neglectus), possam ser potenciais vetores de Bartonella spp. O presente estudo pretende avaliar: a prevalência da infecção natural por Bartonella sp. em triatomíneos coletados em campo; a aquisição e multiplicação de Bartonella henselae em triatomíneos usando alimentação artificial de sangue infectado; o potencial vetorial de triatomíneos infectados experimentalmente por B. henselae usando camundongos saudáveis e a transmissão vetorial por triatomíneos usando camundongos infectados experimentalmente por B. henselae na transmissão a camundongos não infectados. Espera-se comprovar que os triatomíneos testados sejam vetores competentes da Bartonella spp.. Este resultado pode sugerir que os pacientes chagásicos sejam testados para este outro patógeno que também podem causar cardiomiopatias.