Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel do PPAR gamma na inflamção e no transporte de glicose em células Caco-2

Processo: 18/21964-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 22 de julho de 2019
Vigência (Término): 24 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Geral
Pesquisador responsável:José Cesar Rosa Neto
Beneficiário:Luana Amorim Biondo
Supervisor no Exterior: Philip Charles Calder
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of Southampton, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:16/06753-9 - Papel do PPAR³ nos efeitos imunometabólicos do tecido adiposo e macrófagos, em modelo de carcinoma de cólon induzido., BP.DR
Assunto(s):PPAR gama   Inflamação   Glucose   Imunometabolismo

Resumo

O câncer colorretal compromete o intestino grosso e o reto. Aproximadamente 20% dos pacientes com doença inflamatória intestinal (DII) desenvolvem câncer de cólon e essa população apresenta um aumento de duas vezes na mortalidade. A DII é uma condição inflamatória crônica do epitélio gastrintestinal devido a alterações na reatividade do sistema imunológico. Nos tumores associados à colite colorretal e na DII, há uma ruptura nas respostas pró e anti-inflamatórias e a mucosa intestinal secreta altas concentrações de citocinas pró-inflamatórias. As citocinas inflamatórias podem regular o metabolismo de carboidratos.O receptor ativado por proliferador de peroxissoma gama (PPAR³) é um receptor nuclear altamente expresso em células epiteliais diferenciadas do cólon, inclusive na linhagem Caco-2, que controla a expressão de grande número de genes reguladores na homeostase e inflamação da glicose.Portanto, o objetivo deste estudo é caracterizar os efeitos do PPAR³ na inflamação e no metabolismo da glicose da linhagem Caco-2. Para isso, células Caco-2 epiteliais humanas serão incubadas com sulfato de sódio a 2% dextrano (DSS) e as células serão tratadas com agonista de PPAR³ (pioglitazona 50 e 300µM) e antagonistas de PPAR³ (GW9662 5 e 10µM).Os métodos a serem utilizados são: resistência elétrica trans-epitelial para determinar a permeabilidade celular; ensaio de transporte de glicose para verificar a passagem através da monocamada epitelial; ELISA multiplex para medir mudanças no conteúdo protéico de transportadores de glicose e marcadores inflamatórios; PCR em tempo real para analisar mudanças na expressão gênica de transportadores de glicose e marcadores inflamatórios; citometria de fluxo para compreender quaisquer efeitos adicionais do PPAR³ na apoptose e nos checkpoints do ciclo celular.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SILVEIRA, LOREANA SANCHES; BIONDO, LUANA AMORIM; DE SOUZA TEIXEIRA, ALEXANDRE ABILIO; DE LIMA JUNIOR, EDSON ALVES; CASTOLDI, ANGELA; SARAIVA CAMARA, NIELS OLSEN; FESTUCCIA, WILLIAN T.; ROSA-NETO, JOSE CESAR; LIRA, FABIO SANTOS. Macrophage immunophenotype but not anti-inflammatory profile is modulated by peroxisome proliferator-activated receptor gamma (PPAR gamma) in exercised obese mice. EXERCISE IMMUNOLOGY REVIEW, v. 26, p. 94-106, 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.