Busca avançada
Ano de início
Entree

Poluentes Orgânicos Persistentes emergentes no ambiente: ênfase em retardantes de chama bromados (BFRs) e substâncias perfluoroalquílicas (PFASs)

Processo: 19/06800-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2021
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:André Henrique Rosa
Beneficiário:André Henrique Rosa
Anfitrião: Vicki Helene Grassian
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia. Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Sorocaba. Sorocaba , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of California, San Diego (UC San Diego), Estados Unidos  
Assunto(s):Química ambiental   Substâncias húmicas   Água   Contaminantes emergentes   Poluentes orgânicos persistentes

Resumo

Substâncias per e polifluoroalquílicas (PFAS) representam uma classe de milhares de produtos químicos sintéticos que têm sido amplamente utilizados em diferentes produtos, tais como, revestimentos resistentes à água, óleos e gorduras, embalagens de papel para contato com alimentos, espumas de combate a incêndios, surfactantes, tratamento de superfícies e inseticidas, dentre outras. Já os Retardadores de chama bromados (BFRs) representam um grupo amplo de produtos químicos que tem sido usados para conferir retardo de chama em uma variedade de produtos, tais como, plásticos, têxteis, invólucros eletrônicos, isolamentos térmicos de edifícios, dentre outras aplicações. Devido suas persistências e impactos ao ambiente, essas substâncias têm sido enquadrados como Poluentes Orgânicos Persistentes (POPs) emergentes. Os PFAS e os BFRs podem se distribuir, transportar e se acumular no ambiente, poluindo as águas subterrâneas, as águas superficiais e o solo. Este projeto pretende investigar se a presença dessas substâncias, em componentes plásticos de resíduos pós-consumo, podem representar um obstáculo potencial ao uso, reutilização e reciclagem desses resíduos em uma economia circular. Para esse fim, os objetivos deste projeto são desenvolver e validar métodos para determinar com precisão as concentrações de PFASs e BRFs em vários componentes do fluxo de resíduos, fornecendo informações científicas robustas aos órgãos reguladores sobre a escala e a natureza precisa do problema. Além disso, pretende se estudar a utilização de fluorescência de raios X (XRF) em equipamento portátil para monitorar a conformidade dos valores do Limite de Concentração de Poluentes Orgânicos Persistentes Baixos (LPCL) para éteres difenil polibromados (PBDEs) e hexabromociclododecano (HBCDD) em resíduos. Este projeto proposto faz parte do projeto "Triagem do fluxo de resíduos irlandês para produtos químicos orgânicos persistentes (SAFER)", coordenado pelo professor Stuart Harrad e apoiado pela Environmental Protection Agency - Research/Irlanda, pode trazer informações importantes sobre a distribuição de POPs no ambiente e para o gerenciamento e reutilização de resíduos plásticos em uma economia circular. Este é um tópico importante de pesquisa em química ambiental e em ciências ambientais ainda pouco estudado no Brasil. Além disso, o estágio de pós-doutorado contribuirá para o estabelecimento de uma nova linha de pesquisa em nosso Grupo de Pesquisa da Unesp, e uma nova cooperação internacional com a Universidade de Birmingham/UK e com o professor Stuart Harrad, reconhecido mundialmente por suas pesquisas na área de Poluentes Orgânicos Persistentes no ambiente.