Busca avançada
Ano de início
Entree

Melhora da saúde do ombro de pessoas com lesão medular utilizando uma cadeira de rodas ergonômica

Processo: 19/07689-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Paula Rezende Camargo
Beneficiário:Danilo Harudy Kamonseki
Supervisor no Exterior: Paula Marie Ludewig
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Minnesota (U of M), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:18/04911-1 - Treino do movimento escapular x exercícios convencionais em indivíduos com dor no ombro: ensaio clínico aleatorizado, BP.DR
Assunto(s):Fisioterapia   Biomecânica   Ombro

Resumo

Introdução: Cadeiras de rodas manuais são o meio de transporte mais comum para indivíduos com lesão medular nos Estados Unidos. Até 80% dos indivíduos com lesão medular relatam dor no ombro após iniciar a utilização de cadeira de rodas e 40-67% relatam ter dor no ombro atualmente. O grupo de pesquisa da Universidade de Minnesota recentemente fabricou uma nova cadeira de rodas ergonômica, que permite o posicionamento independente dos aros de propulsão e das rodas de direção (dianteiras), e possui uma corrente que liga as suas rotações. Esse modelo demonstrou que o posicionamento anterior do aro de propulsão pode favorecer uma melhor biomecânica do ombro. Estudos preliminares demonstraram resultados promissores com o relato de um paciente que ficou "absolutamente sem dor" e que a cadeira de rodas ergonômica "tirou toda pressão dos ombros". No entanto, ainda não foi avaliado o potencial para melhorar a saúde do manguito rotador utilizando a nova cadeira de rodas ergonômica em indivíduos com lesão medular.Objetivo: Determinar se indivíduos que utilizam a cadeira de rodas apresentam redução da compressão do manguito rotador utilizando a nova posição do aro de propulsão comparado com a posição padrão do aro de propulsão de cadeira de rodas.Métodos: A análise cinemática será realizada utilizando a fluoroscopia biplanar, e a combinação de formas 2D / 3D durante a simulação da propulsão de cadeira de rodas. Dez indivíduos com lesão medular serão recrutados e submetidos à avaliação da compressão subacromial durante propulsão nas cadeiras de rodas padrão e ergonômica, utilizando a artrocinemática específica do paciente através de modelos corporais rígidos. Essa técnica foi desenvolvida por um estudo prévio do mesmo grupo de pesquisa para avaliar a compressão subacromial do manguito rotador utilizando a mesma cinemática óssea.Elementos inovadores do projeto: Essa proposta apresenta elementos inovadores por utilizar a fluoroscopia biplanar e a combinação de formas 2D / 3D para determinar diretamente a compressão do manguito rotador durante ambas as posições de propulsão do aro. Essa análise fornecerá informações quantitativas diretas sobre a compressão do manguito rotador, o que nunca foi realizado até o momento. Além disso, o feedback dos indivíduos será coletado em ambas as posições para melhorar o design da cadeira de rodas no futuro.Impacto nos tratamentos e esforços na reabilitação para melhora funcional de indivíduos com lesão medular ou lesões cerebrais traumáticas: A longo prazo, essa proposta poderá beneficiar milhões de pessoas com lesão medular, pela prevenção e/ou redução da progressão da dor no ombro e compressão subacromial do manguito rotador, através da redução do estresse específico das estruturas subacromiais durante a propulsão manual da cadeira de rodas.