Busca avançada
Ano de início
Entree

Práticas alimentares e microbiota intestinal no primeiro ano de vida em estudo de coorte na Amazônia Ocidental Brasileira

Processo: 19/00248-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Análise Nutricional de População
Pesquisador responsável:Marly Augusto Cardoso
Beneficiário:Lucas Damasio Faggiani
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/00270-6 - Estudo MINA - materno-infantil no Acre: coorte de nascimentos da Amazônia Ocidental Brasileira, AP.TEM
Assunto(s):Epidemiologia nutricional   Saúde materno-infantil   Hábitos alimentares   Suplementação alimentar   Microbioma gastrointestinal   Amazônia Brasileira

Resumo

Os primeiros mil dias de vida, período do início da gestação aos dois anos de idade, constitui uma fase dual acerca do perfil de saúde ou de morbidades, sendo também um período determinante para a composição da microbiota intestinal ao longo da vida. A composição da microbiota foi selecionada evolutivamente ao longo do tempo de forma paralela à evolução humana, ditando uma relação simbiótica com essenciais influências metabólicas e imunológicas para o hospedeiro. O presente estudo tem como objetivo investigar as práticas alimentares associadas à composição da microbiota intestinal no primeiro ano de vida no Estudo MINA-Brasil (saúde Materno-Infantil no Acre: coorte de nascimentos da Amazônia Ocidental Brasileira). Além dos dados de peso e comprimento das crianças no primeiro ano de vida, serão analisados fatores de exposição obstétricos e pós-natal associados à composição da microbiota intestinal. Especificamente para a faixa de idade da população de estudo, serão analisadas o papel das práticas alimentares no estabelecimento de uma colonização intestinal saudável ou potencialmente patogênica, considerando ainda o histórico de uso de antibióticos e morbidades no primeiro ano de vida.