Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise paleoambiental dos estromatólitos de santa rosa de Viterbo: geoquímica e paleontologia de ocorrências singulares de microbialitos no Permiano da Bacia do Paraná

Processo: 19/00515-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Lucas Verissimo Warren
Beneficiário:Gabriel Correa Antunes
Instituição-sede: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Paleontologia   Paleoambientes   Geoquímica   Permiano   Microbialitos   Bacia do Paraná

Resumo

Microbialitos são depósitos biossedimentares carbonáticos formados pela ação de microbiotas bentônicas e ocorrem sob variadas formas dependendo de seu ambiente de formação, batimetria, condições hidrodinâmicas ou mesmo da comunidade bacteriana presente. O estudo destes depósitos sedimentares é fundamental para o entendimento da dinâmica sedimentar e ambiental de sistemas carbonáticos do presente e passado, especialmente evaporíticos e ecologicamente estressantes. Este projeto tem como principal objetivo o estudo das fácies microbiais e das assinaturas isotópicas e geoquímicas presentes na Formação Irati, unidade basal do Grupo Passa Dois (Permiano da Bacia do Paraná). Esta abordagem inédita é fundamental para delinear e reconstruir os ambientes em que se depositou tal unidade, especialmente àqueles associados às ocorrências de estromatólitos de Sta. Rosa do Viterbo - SP. A importância do estudo dos microbialitos da Fm. Irati é múltipla e se justifica na baixa quantidade de trabalhos realizados acerca desta problemática, especificamente àqueles voltados à descrição morfológica detalhada e, principalmente, à ausência de estudos geoquímicos e isotópicos nesta ocorrência. Ressalta-se ainda a importância do estudo dos microbialitos devido sua restrita ocorrência no Fanerozoico e o seu crescente potencial como reservatórios para hidrocarbonetos. Finalmente, baseando-se no cenário acima exposto, o estudo dos microbialitos da Fm. Irati pode ser considerado como uma ferramenta prioritária na definição das condições deposicionais e paleoambientais então vigentes nos mares interiores da porção SW do Supercontinente Gondwana durante o Permiano.