Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da eficiência SERS de AuNP encapsulada por alginato e quitosana na detecção de fármacos

Processo: 19/05989-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2019
Vigência (Término): 31 de maio de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Marcia Laudelina Arruda Temperini
Beneficiário:Mari Ferreira Nicolas
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/21070-5 - Espectroscopia vibracional com resolução espacial, AP.TEM
Assunto(s):Espectroscopia Raman amplificada por superfície   Quitosana

Resumo

O desenvolvimento de sensores biológicos para o estudo de monitoramento de fármacos, detecção de doenças e o aumento da sensibilidade para dosagem desses fármacos estão sendo amplamente estudados, entretanto encontrar um substrato que seja biocompatível e ao mesmo tempo eficiente ainda é um desafio.Polissacarídeos como alginato e quitosana são amplamente utilizados para esse fim devido sua baixa citotoxicidade, poder encapsulante e gelificante (troca iônica na presença de sais como CaCl2). Quando adsorvidos em coloides de nanopartículas metálicas (NPM) como Au promovem a estabilização das NPM, fator fundamental para a formação de substratos porém seus efeitos para a aplicação da técnica espectroscópica SERS ainda são pouco conhecidos. O entendimento do efeito da composição desses polissacarídeos nos substratos SERS formados por nanoestrutura de Au e alginato e/ou quitosana na qualidade e reprodutibilidade dos espectros da biomolécula de interesse é a meta desse projeto. O foco do estudo será a determinação do sistema mais adequado para a fabricação de biossensores pela técnica SERS utilizando os polissacarídeos quitosana e alginato, separados ou combinados, com o objetivo de detectar antibióticos presentes em amostras comerciais.