Busca avançada
Ano de início
Entree

Padrões e determinantes de crescimento e composição corporal em crianças e adolescentes com deficiência intelectual

Processo: 19/07103-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Gil Guerra Júnior
Beneficiário:Fábio Bertapelli
Supervisor no Exterior: Robert Motl
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Alabama at Birmingham (UAB), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:17/13071-4 - Padrões e determinantes de crescimento e composição corporal em crianças e adolescentes com deficiência intelectual, BP.PD
Assunto(s):Pediatria   Crescimento

Resumo

As desordens de crescimento e obesidade em jovens são consideradas problemas de saúde pública. Uma elevada prevalência de obesidade e déficit de crescimento tem sido observada em jovens com deficiência intelectual (DI), comparada à população geral. No Brasil, há escassez de dados referente ao estado de crescimento e composição corporal em jovens com DI. O objetivo primário do presente estudo será avaliar os padrões e determinantes de crescimento e sobrepeso em jovens brasileiros com DI. O objetivo secundário será avaliar a composição corporal, seus possíveis determinantes, e a acurácia de variáveis antropométricas na identificação de sobrepeso em jovens com DI. Para o objetivo primário, as seguintes variáveis serão incluídas: peso, estatura e circunferências serão obtidos de jovens com DI. Para o objetivo secundário, as variáveis incluídas serão: antropometria e composição corporal (porcentagem de gordura, massa gorda e magra regional e total, e variáveis ósseas) e seus possíveis determinantes (níveis de atividades físicas, comportamento sedentário, participação esportiva, desempenho motor, maturação sexual, qualidade do sono, padrões alimentares, comorbidades e fatores sociodemográficos) em jovens com e sem DI. Este estudo é fundamental para auxiliar a prática profissional, assim como apoiar a condução de estudos epidemiológicos, norteando políticas públicas para prevenção de desordens de crescimento e redução de obesidade em jovens com DI.