Busca avançada
Ano de início
Entree

Tradição, passado e resistência: formação da dialética continuidade x inflexão no encontro de Otto Maria Carpeaux com o catolicismo

Processo: 19/06181-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2019
Vigência (Término): 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Pesquisador responsável:Marcelo Siqueira Ridenti
Beneficiário:Thiago Bicudo Castro
Supervisor no Exterior: Michael Lowy
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS), França  
Vinculado à bolsa:18/07557-4 - Otto Maria Carpeaux na imprensa alternativa: resistência cultural e posição social na formação do campo intelectual no Brasil pós-golpe de 1964, BP.DR
Assunto(s):Catolicismo   Imprensa   Intelectuais

Resumo

O propósito de se investigar a posição social assumida por Otto Maria Carpeaux no processo de realocação dos agentes do campo intelectual brasileiro no pós-golpe de 1964, permite uma definição das características deste campo e a compreensão do processo de sua construção. Apresentamos na pesquisa uma hipótese central que situa diferentes pontos de origem que integraram e contribuíram na reorganização dos agentes no campo intelectual no Brasil pós-golpe, com destaque para a imprensa alternativa, a crítica literária e as resistências culturais, nos quais Carpeaux teve participação ativa. Neste projeto, que parte de uma proposta presente na pesquisa em andamento, que visa avaliar o impacto da produção crítica de Carpeaux entre os anos 1940 e 50 sobre sua atuação militante nos 1960, apresentamos outra hipótese que permite estabelecer relações entre sua produção pré e pós-golpe de 1964. Esta hipótese situa Carpeaux a partir da dialética continuidade x inflexão sustentada por categorias que serão definidas no decorrer da pesquisa, como: tradição, passado e resistência.