Busca avançada
Ano de início
Entree

Habitação autogerida - Brasil (São Paulo) e Holanda (Amsterdã e Almere): uma análise comparativa dos estudos de caso

Processo: 19/09928-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Planejamento Urbano e Regional - Serviços Urbanos e Regionais
Pesquisador responsável:Maria Camila Loffredo D'Ottaviano
Beneficiário:Juliana Do Amaral Costa Lima
Supervisor no Exterior: Stan Majoor
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: Amsterdam University of Applied Sciences (AUAS), Holanda  
Vinculado à bolsa:17/20429-2 - Configuração das áreas de moradia no município de São Paulo: estudos de caso: edifícios Dandara/Ipiranga e Maria Domitila, BP.IC
Assunto(s):Habitação   Autogestão   Autoconstrução   Estudo comparativo   Holanda   São Paulo

Resumo

Esta proposta de Estágio de Pesquisa em Amsterdam faz parte do projeto FAPESP "Configuração das áreas de moradia no município de São Paulo. Estudos de caso: Edifícios Dnadara/ipiranga e Maria Domitila", Vinculado ao projeto FAPESP "Between self-regulation and formal government: the challenges of self-build housing and facilities (BESEFOGO)". Seu objetivo é fornecer um breve estudo sobre as características da autogestão de dois estudos de caso nas cidades de Amsterdã e Almere, na Holanda, para compreender como o processo de autogestão da habitação local se desenvolve. A partir disso, pode-se fazer um estudo comparativo com a habitação autogerida na cidade de São Paulo; o principal objetivo do projeto BESEFOGO. A pesquisa busca compreender as diferentes formas de habitação em ambas as cidades europeias e os resultados ao longo deste projeto, através de pesquisa de campo incluindo entrevistas e visitas, sempre as considerando como exemplos de um país desenvolvido. É imprescindível ter um estudo próximo ao assunto para que a análise comparativa desejada seja possível, visto que São Paulo, em cujo principal acesso à moradia, aliado à autoconstrução, é por meio da autogestão, possui atributos físicos, sociais, históricos e econômicos em um contexto muito distinto das cidades holandesas. (AU)