Busca avançada
Ano de início
Entree

Resposta da Espanha a Hepatite C: acesso a medicamentos, regionalismo e patentes

Processo: 19/08888-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2019
Vigência (Término): 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Administração - Administração Pública
Pesquisador responsável:Elize Massard da Fonseca
Beneficiário:Luísa Bolaffi Arantes
Supervisor no Exterior: Lupicinio Iniguez Rueda
Instituição-sede: Escola de Administração de Empresas (EAESP). Fundação Getúlio Vargas (FGV). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universitat Autònoma de Barcelona (UAB), Espanha  
Vinculado à bolsa:18/19737-7 - Economia política da regulação de medicamentos na América Latina, BP.IC

Resumo

Um dos principais problemas da saúde global contemporânea é como garantir o acesso aos antivirais de ação direta (DAAs, de sua sigla em inglês) para o tratamento do vírus da hepatite C (HCV). Os DAA foram recentemente aprovados e demonstram taxas de cura superiores a 90%, o que revolucionou a luta contra a epidemia. Graças aos promissores resultados de tais terapias, a Organização Mundial da Saúde lançou uma estratégia para eliminação da hepatite C como emergência para saúde pública, mas apenas um pequeno grupo de países adotou medidas para aprimorar suas políticas de prevenção e tratamento à doença. Um destes países é a Espanha, que expandiu o acesso aos DAA em um contexto de forte proteção a patentes, acesso universal a medicamentos, e um sistema de saúde altamente descentralizado. O objetivo principal deste estágio é realizar uma pesquisa de campo exploratória e qualitativa para investigar a resposta espanhola à epidemia de HCV. Investigaremos as iniciativas do país para aquisição de DAAs, o processo político em torno do desenvolvimento de um plano nacional e a implementação da política em uma das comunidades autônomas do país. Este estudo pode informar à administração pública e aos profissionais de saúde global sobre as lições aprendidas do caso exemplar da Espanha. Também informará o nosso projeto da FAPESP no Brasil e explorará a possibilidade de um estudo em perspectiva comparada.