Busca avançada
Ano de início
Entree

Erotismo e sexualidade ná iconografia apulia dò IV século A.C

Processo: 19/02721-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2019
Vigência (Término): 30 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Arqueologia - Arqueologia Histórica
Pesquisador responsável:Maria Cristina Nicolau Kormikiari
Beneficiário:Juliana Magalhães dos Santos
Instituição-sede: Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Sexualidade   Arqueologia clássica

Resumo

Este projeto possui o objetivo de analisar a sexualidade e sua relação com o erotismo a partir da perspectiva iconográfica produzida na Apúlia do IV séc a.C. Longe de Atenas, o consumo de artefatos de prestígio estava acompanhado de uma leitura particular de mundo, que partia de atributos socioculturais desejados na Ática e terminava em um modo de consumir, interpretar e utilizar as peças no sul da Itália. Essas concepções também refletiram na produção artesanal. Por consequência, um "modo de fazer" típico da região traduzia a tensão de forças socioculturais por meio das relações de poder: de um lado os interesses e performances sexuais esperados pelas mulheres e homens, do outro, seus interesses pessoais. Nesse sentido, entendemos o papel do Eros como elemento sexual simbólico e como fundamental para traduzir a concepção de gênero expressa na região. Por meio das imagens observaremos como era construído esse diálogo examinando e identificando a importância do erotismo e da sexualidade para essa região colonial, e a relação dessas concepções com a ateniense. A partir da perspectiva teórica sobre gênero proposta por Violaine Cuchet, as revisões do trabalho de A. D. Trendell e as perspectivas arqueológicas de espaços privados tratados por Lisa Nevett, observaremos a construção multidimensional da noção de gênero e dos usos do prazer na Apúlia.