Busca avançada
Ano de início
Entree

Condições mínimas para aprendizado interativo e multimodal em robótica cognitiva: desenvolvimento de um módulo emotivo para uma arquitetura cognitiva

Processo: 19/09675-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2019
Vigência (Término): 31 de março de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Elétrica
Convênio/Acordo: IBM Brasil
Pesquisador responsável:Eric Rohmer
Beneficiário:André Barros de Medeiros
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação (FEEC). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Robótica   Robôs   Neurociências   Emoções

Resumo

Com recentes avanços tecnológicos em computação e robótica, assim como novas descobertas na área de neurociência, estamos mas capazes do que nunca para tentar simular a vida humana em um ambiente robótico. Porém é muito importante lembrarmos que o projeto e a construção de um robô humanoide não está limitado aos sensores e a parte mecânica. Um dos elementos chaves é o "cérebro" do robô. Como programar um robô para que ele consiga processar e emular emoções, e além disso aprender sozinho a partir do ambiente no qual ele está inserido é uma tarefa bem complexa. Para que possamos resolver este problema, e nos trazer um pouco mais perto do "humanoide perfeito", iremos levar a neurociência afetiva e recentes avanços na computação afetiva muito em consideração. Pretendemos desenvolver um modelo emocional, baseado em entradas, processadas por um módulo emocional, e o comportamento esperado (saída). Além disso, integrar o módulo na arquitetura cognitiva proposta. Resumindo, o objetivo do projeto é observar e quantificar a influência da expressão do estado motivacional de um robô, por meio de emoções, na situação de seu aprendizado initial (ou fase de treinamento).