Busca avançada
Ano de início
Entree

Padrões de soerguimento da superfície no deserto de Tatacoa - Colômbia, limite noroeste da Bacia Amazônica

Processo: 19/00655-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2019
Vigência (Término): 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Mauricio Parra Amézquita
Beneficiário:Daniel Henrique de Souza
Instituição-sede: Instituto de Energia e Ambiente (IEE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Mudança climática

Resumo

Quantificar as tendências espaciais e temporais de soerguimento de superfície nos Andes é essencial ao entendimento da evolução da rede de drenagem das bacias adjacentes, e, em particular, para decifrar a conexão entre as principais mudanças da paisagem e as mudanças no padrão de biodiversidade. A região de Tatacoa ao sul da Colômbia foi uma área de clima tropical úmido no Mioceno Médio e Superior, entretanto, atualmente se constitui em uma floresta tropical seca localizada a oeste do Maciço de Garzón, na Cordilheira Oriental dos Andes colombiano, o qual atinge 3 km de altitude. Esta mudança climática no Tatacoa é comumente interpretada como resultado do efeito de sombra de chuva, causado pelo soerguimento de superfície do Maciço de Garzón. Este projeto tem por objetivo identificar o período de aridificação e, assim, indiretamente datar o soerguimento topográfico na Cordilheira Oriental. Isto será feito através da análise de taxas de erosão abrangendo três diferentes períodos: (1) no Mioceno Médio/Superior, estimando paleo-taxas de erosão derivada de radionuclídeos cosmogênicos na Formação Gigante, com área fonte a oeste (2); no período Quaternário, através de mapeamento e datação por luminescência de terraços aluviais; e (3) no tempo presente, através do estudo das taxas de erosão de bacias hidrográficas derivadas da análise da concentração de 10Be em sedimentos de rios modernos. Adicionalmente, reavaliaremos os padrões de exumação no Maciço Garzon através da compilação de dados de thermocronologia de baixa temperatura na região, da aquisição de novas idades de (U-Th)/He em apatitas e zircão em áreas selecionadas e, por fim, da extração de taxas de soerguimento através de modelos termocinemáticos 3D. Os resultados desta pesquisa fornecerão informações acerca de quando a Cordilheira Oriental dos Andes colombianos, a qual que limita a noroeste a bacia Amazônica, atingiu uma elevação crítica que ativou o aumento da precipitação, e, portanto, aumentou erosão e transferência de sedimento para as bacias a leste. Estes dados serão fundamentais para alimentar modelos que avaliam o papel relativo da topografia dinâmica, os processos superficiais e flexura na configuração da bacia transcontinental Amazônica.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.