Busca avançada
Ano de início
Entree

Relações Brasil-China nos governos Lula e as contradições da burguesia interna

Processo: 19/01515-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2019
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Política Internacional
Pesquisador responsável:Armando Boito Júnior
Beneficiário:Mariana Davi Ferreira
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Política externa do Brasil   Economia do Brasil   Relações internacionais   Governo Lula (2003–2010)   Burguesia   Indústria têxtil   Cadeia produtiva   Soja   Brasil   China

Resumo

Este projeto possui por objeto a atuação política do empresariado da indústria têxtil e da cadeia produtiva da soja no que tange à relação da economia brasileira com a China durante os governos Lula (2003-2010). Ambos os setores integram a burguesia interna, que compôs o bloco no poder no período analisado. A hipótese apresentada é a de que há posturas divergentes dos dois setores sobre as relações Brasil-China, e que estas são determinadas pelos ganhos e perdas de cada setor no que tange às relações sino-brasileiras. Acreditamos que esses resultados econômicos refletiram em posicionamentos diferenciados dos setores sobre a política externa brasileira para a China. Aventa-se que a política externa do Brasil adotou uma posição política de subordinação conflitiva em relação à China. A pesquisa consistirá nas seguintes etapas: i) pesquisa bibliográfica; ii) análise de dados econômicos e diplomáticos sobre a relação entre Brasil e China e iii) a investigação do posicionamento das associações que representam os setores em questão sobre a presença da China na economia brasileira, por meio da análise de documentos e entrevistas. O estudo dessas fontes buscará identificar se há posições contraditórias entre setores da burguesia interna, com o objetivo de explorar como esses interesses conflitantes incidiram na política externa brasileira em relação à China. (AU)