Busca avançada
Ano de início
Entree

Nanocompósitos híbridos ureasil-polióxido de etileno/propileno e hidróxidos duplos lamelares para liberação controlada de fármacos

Processo: 19/06044-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2019
Vigência (Término): 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Sandra Helena Pulcinelli
Beneficiário:Addila Gabriela Salgado Correa
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Hidróxidos duplos lamelares   Metronidazol   Nanocompósitos   Liberação controlada de fármacos

Resumo

Este projeto propõe o desenvolvimento de nanocompósitos híbridos a partir da combinação do hidrogel polimérico siloxano-poliéter reticulado com uréia com hidróxidos duplos lamelares (HDL). Os poliéters testados serão o polióxido de etileno (PEO) e/ou, polióxido de propileno (PPO) pois formam filmes transparentes, flexíveis e insolúveis, logo, são ideais para serem utilizados com revestimento de drogas. Por outro lado, os HDL são matrizes inorgânicas que apresentam ótimas características transportadoras de fármacos, já que libera-os lentamente em pH gastrointestinal (meio ácido) devido ao seu caráter alcalino. A melhoria em sistemas de liberação de antibióticos é relevante uma vez que esses medicamentos são prejudiciais ao corpo humano em altas dosagens e/ou por um período de tempo prolongado. O material proposto será sintetizado pelo método sol-gel e caracterizado por diversas técnicas físico-químicas: Difração de Raios X (DRX), Espectroscopia Raman, Espalhamento de Raios X a baixo ângulo (SAXS), Calorimetria Exploratória Diferencial (DSC), entre outras. O perfil de liberação in vitro do Metronidazol (MT) será investigado por espectrofotometria UV-Vis em pH semelhante ao estomacal para determinação das concentrações de fármaco liberado.